Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Contribuições previdenciárias aumentam entre jovens e pessoas com mais de 50 anos

Contribuições previdenciárias aumentam entre jovens e pessoas com mais de 50 anos

Ministro atribui registro ao crescimento econômicoO aumento no número de contribuintes para a Previdência Social, entre pessoas com até 19 anos e as que têm entre 50 e 59 anos, foi um dos destaques do anuário estatístico da previdência social, divulgado nesta quinta, dia 2, pelo Ministério da Previdência Social.

02 de outubro de 2008 às 14h03
Por AGÊNCIA BRASIL

Os dados mostram que de 2006 para 2007 o número de jovens com até 19 anos que contribuem para a Previdência cresceu 20,54%. Na faixa entre 55 e 59 anos, o aumentou foi de 11,03%. A alta foi de 9,15% dos contribuintes que tem idade de 50 a 54 anos.

De acordo com o ministro da Previdência Social, José Pimentel, o dado é reflexo do crescimento econômico brasileiro.

? Estamos assistindo, com o crescimento econômico, a geração do primeiro emprego. E na outra faixa, as pessoas com maior experiência voltando ao mercado de trabalho por conta dessa necessidade de mão-de-obra mais qualificada ? explicou.

Pimentel afirmou ainda que as micro e pequenas empresas são as responsáveis por contratar os jovens até 19 anos e empresas de tecnologia e de exportação estão empregando as pessoas cima de 50 anos.

O ministro também destacou que houve uma elevação no número registros de acidentes de trabalho. De 2006 para 2007 esse número aumentou de 512.232 para 653.090, um crescimento de 140. 858 casos.

Segundo o secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social, Helmut Schwarzer esse crescimento se deve à inclusão de doenças como a lesão por esforço repetitivo (LER) e transtornos psíquicos que passaram a ser considerados doença relacionada ao trabalho. Além disso, desde o ano passado foi adotado o “nexo técnico epidemiológico” para melhorar os dados estatísticos sobre o tema.

O ministro também comentou sobre o número de fraudes em benefícios previdenciários. Em 2007, 24.012 benefícios foram cancelados por causa de fraudes.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Contribuições previdenciárias aumentam entre jovens e pessoas com mais de 50 anos

Contribuições previdenciárias aumentam entre jovens e pessoas com mais de 50 anos

Ministro atribui registro ao crescimento econômicoO aumento no número de contribuintes para a Previdência Social, entre pessoas com até 19 anos e as que têm entre 50 e 59 anos, foi um dos destaques do anuário estatístico da previdência social, divulgado nesta quinta, dia 2, pelo Ministério da Previdência Social.

02 de outubro de 2008 às 14h03
Por AGÊNCIA BRASIL

Os dados mostram que de 2006 para 2007 o número de jovens com até 19 anos que contribuem para a Previdência cresceu 20,54%. Na faixa entre 55 e 59 anos, o aumentou foi de 11,03%. A alta foi de 9,15% dos contribuintes que tem idade de 50 a 54 anos.

De acordo com o ministro da Previdência Social, José Pimentel, o dado é reflexo do crescimento econômico brasileiro.

? Estamos assistindo, com o crescimento econômico, a geração do primeiro emprego. E na outra faixa, as pessoas com maior experiência voltando ao mercado de trabalho por conta dessa necessidade de mão-de-obra mais qualificada ? explicou.

Pimentel afirmou ainda que as micro e pequenas empresas são as responsáveis por contratar os jovens até 19 anos e empresas de tecnologia e de exportação estão empregando as pessoas cima de 50 anos.

O ministro também destacou que houve uma elevação no número registros de acidentes de trabalho. De 2006 para 2007 esse número aumentou de 512.232 para 653.090, um crescimento de 140. 858 casos.

Segundo o secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social, Helmut Schwarzer esse crescimento se deve à inclusão de doenças como a lesão por esforço repetitivo (LER) e transtornos psíquicos que passaram a ser considerados doença relacionada ao trabalho. Além disso, desde o ano passado foi adotado o “nexo técnico epidemiológico” para melhorar os dados estatísticos sobre o tema.

O ministro também comentou sobre o número de fraudes em benefícios previdenciários. Em 2007, 24.012 benefícios foram cancelados por causa de fraudes.

Deixe um Comentário





Mais Notícias