ACOMPANHAMENTO

Colheita da soja chega a 48% da área, diz AgRural

Segundo a consultoria, ainda há atraso na comparação com igual período da temporada passada, quando 56% das lavouras tinham sido colhidas

Fonte: Ivan Bueno/APPA

A colheita de soja da safra 2017/2018 no Brasil alcançou 48% da área cultivada na última quinta-feira 8, avanço de 13 pontos porcentuais na semana e dois pontos acima da média dos últimos cinco anos. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 9, pela consultoria AgRural. Ainda há atraso na comparação com igual período da temporada passada, quando 56% das lavouras tinham sido colhidas.

“Nos últimos dias, a colheita avançou sem maiores percalços em todo o país e já está praticamente concluída no oeste do Paraná e no norte e oeste de Mato Grosso”, disse a AgRural em boletim semanal.

Os trabalhos estão mais adiantados em Mato Grosso, onde 85% da área semeada foi colhida; em seguida estão Goiás e Rondônia, nos quais a soja já foi retirada de 75% das lavouras; depois aparece Mato Grosso do Sul, com colheita em 69% da área; São Paulo, 57%; Paraná, 49% e Minas Gerais, 38%.

Em estados que plantam e colhem mais tarde, o trabalho atinge 12% em Santa Catarina, 8% na Bahia, 10% no Maranhão, 9% em Tocantins, 6% no Piauí e 16% no Pará, conforme a consultoria. Em alguns pontos do Rio Grande do sul as colheitadeiras entraram no campo, mas a área colhida não alcança 1% do total até agora. “No Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (Matopiba), chuvas acima da média podem dificultar a colheita nos próximos dias, mas os volumes estimados diminuíram um pouco em relação às previsões iniciais”, informou a consultoria na nota.

Milho

Com relação ao milho de segunda safra, o plantio avançou na última semana no Centro-Sul do país e alcançou 81% da área prevista, em virtude do avanço da colheita de soja, do clima favorável à atividade e à proximidade do fim da janela ideal de cultivo na maior parte das áreas produtoras. Segundo a AgRural, em algumas, a janela já fechou.

Assim como na colheita de soja, Mato Grosso lidera a semeadura do milho, com 95% da área prevista cultivada. “A diminuição das chuvas nas duas últimas semanas já preocupa parte dos produtores do estado, mas por enquanto a falta de umidade nas lavouras é pontual e não ameaça o potencial produtivo”, informou a consultoria. Em São Paulo o cultivo alcança 89% da área prevista; em Minas Gerais, 83%; Goiás, 76%; Paraná, 74% e Mato Grosso do Sul, 55%.

Quanto à safra de verão de milho, a colheita foi realizada em 28% da área plantada no Centro-Sul do Brasil até o dia 8 de março. Uma semana antes, chegava a 24%. Em igual época do ano passado, contudo, estava mais adiantada e atingia 36% das lavouras; na média dos últimos cinco anos, de 37% da área, também há atraso. Santa Catarina e Rio Grande do Sul são os estados onde o trabalho está mais avançado, com 59% e 57% da área colhida, respectivamente.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *