Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Bolsonaro manda Incra paralisar processos da reforma agrária

POLÍTICA

Bolsonaro manda Incra paralisar processos da reforma agrária

Notícia divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo afirma que medida também atinge processos para determinação de territórios quilombolas

08 de janeiro de 2019 às 19h43
Por Canal Rural
propriedade, terras, reforma agrária, Incra

Foto: Pixabay

Jair Bolsonaro teria determinado que os servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) paralisassem todos os processos de aquisição, desapropriação ou outras formas de obtenção de terras para o programa nacional de reforma agrária no Brasil. A notícia foi publicada no site do jornal Folha de S. Paulo nesta terça-feira, dia 8. A medida atingiria também os processos para determinação de territórios quilombolas.

Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), desde a última semana circula pela internet a imagem de um memorando atribuído ao Incra (foto abaixo) que determina o sobrestamento (interrupção do andamento) de todos os processos de aquisição e desapropriação.

reprodução de foto de memorando do Incra

Foto: reprodução

De acordo, o texto o motivo para a decisão são as “novas diretrizes adotadas pelo novo governo no tocante ao processo de reforma agrária e demais ações pertinentes à Autarquia”, além do processo de transição pelo qual o Incra passará em “todas as suas instâncias”.

O texto também afirma levar em consideração a “recente mudança organizacional na Estrutura Regimental do Incra, bem como sua vinculação ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”.

Segundo Alexandre Conceição da direção nacional do MST, o governo Bolsonaro já começa implementando medidas que vão levar a um acirramento e a uma geração de conflitos ainda maior no campo.

Por decreto assinado por Bolsonaro, o Incra deixou de estar submetido à Casa Civil e foi incorporado ao Ministério da Agricultura.

3 comentários

  1. […] 8 de janeiro de 2019 às 19:43 Por Canal Rural […]

  2. Gleno L. More em 9 de janeiro de 2019 às 11:04

    Miha intenção de ter todos essas publicaçoes é porque entendo que são notícias muito importantes para quem atua nessa área de atividade, uso para meu trabalho de Corretor de produtos agricolas,

  3. Apoiado Bolsonaro em 10 de fevereiro de 2019 às 09:34

    Prezados do Canal Rural,

    Entenda a notícia é fake news, ao que parece, dolosamente fabrigada para gerar fato midiático negativo e insuflar o MST contra o presidente, antes mesmo de se ter um presidente nomeado para o Incra e no contexto do ouvidor petista Jatobá. A inteligência indentificou e logo foi exonerado o ouvidor. Conforme prova o memorado do Incra foi o petista inconformado Clovis, chefe de obtenção o cara que desapropria terra para o MST, diretor do Incra, que por própria iniciativa fez o que fez. O Bolsonaro pode paralisar o andamento dos processos, contudo a iniciativa foi pessoal do diretor Clovis, para gerar provocar álibis e reações dos meliantes do MST.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Bolsonaro manda Incra paralisar processos da reforma agrária

POLÍTICA

Bolsonaro manda Incra paralisar processos da reforma agrária

Notícia divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo afirma que medida também atinge processos para determinação de territórios quilombolas

08 de janeiro de 2019 às 19h43
Por Canal Rural
propriedade, terras, reforma agrária, Incra

Foto: Pixabay

Jair Bolsonaro teria determinado que os servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) paralisassem todos os processos de aquisição, desapropriação ou outras formas de obtenção de terras para o programa nacional de reforma agrária no Brasil. A notícia foi publicada no site do jornal Folha de S. Paulo nesta terça-feira, dia 8. A medida atingiria também os processos para determinação de territórios quilombolas.

Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), desde a última semana circula pela internet a imagem de um memorando atribuído ao Incra (foto abaixo) que determina o sobrestamento (interrupção do andamento) de todos os processos de aquisição e desapropriação.

reprodução de foto de memorando do Incra

Foto: reprodução

De acordo, o texto o motivo para a decisão são as “novas diretrizes adotadas pelo novo governo no tocante ao processo de reforma agrária e demais ações pertinentes à Autarquia”, além do processo de transição pelo qual o Incra passará em “todas as suas instâncias”.

O texto também afirma levar em consideração a “recente mudança organizacional na Estrutura Regimental do Incra, bem como sua vinculação ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”.

Segundo Alexandre Conceição da direção nacional do MST, o governo Bolsonaro já começa implementando medidas que vão levar a um acirramento e a uma geração de conflitos ainda maior no campo.

Por decreto assinado por Bolsonaro, o Incra deixou de estar submetido à Casa Civil e foi incorporado ao Ministério da Agricultura.

3 comentários

  1. […] 8 de janeiro de 2019 às 19:43 Por Canal Rural […]

  2. Gleno L. More em 9 de janeiro de 2019 às 11:04

    Miha intenção de ter todos essas publicaçoes é porque entendo que são notícias muito importantes para quem atua nessa área de atividade, uso para meu trabalho de Corretor de produtos agricolas,

  3. Apoiado Bolsonaro em 10 de fevereiro de 2019 às 09:34

    Prezados do Canal Rural,

    Entenda a notícia é fake news, ao que parece, dolosamente fabrigada para gerar fato midiático negativo e insuflar o MST contra o presidente, antes mesmo de se ter um presidente nomeado para o Incra e no contexto do ouvidor petista Jatobá. A inteligência indentificou e logo foi exonerado o ouvidor. Conforme prova o memorado do Incra foi o petista inconformado Clovis, chefe de obtenção o cara que desapropria terra para o MST, diretor do Incra, que por própria iniciativa fez o que fez. O Bolsonaro pode paralisar o andamento dos processos, contudo a iniciativa foi pessoal do diretor Clovis, para gerar provocar álibis e reações dos meliantes do MST.

Deixe um Comentário





Mais Notícias