Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Recursos acabam e BNDES suspende financiamento de quatro programas

A UM MÊS DO FIM DA SAFRA

Recursos acabam e BNDES suspende financiamento de quatro programas

Ao todo, seis linhas de crédito estão suspensas; até os recursos extras para o Pronaf e Moderfrota foram esgotados rapidamente

24 de maio de 2019 às 19h20
Por Estadão Conteúdo
dinheiro, crédito rural, investimento, financiamento

Foto: Pixabay

A pouco mais de um mês do término da safra 2018/2019, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na quarta-feira, dia 22, a suspensão dos pedidos de financiamento do Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Prodecoop). O motivo é o esgotamento dos recursos, dada a grande demanda na temporada que termina em 30 de junho.

O anúncio veio uma semana depois de o BNDES suspender outras linhas previstas no Plano Safra, também com recursos esgotados: o Programa de Incentivo à Irrigação e à Produção em Ambiente Protegido (Moderinfra), Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Investimento).

Ao todo, seis programas do Plano Safra estão suspensos. Os acima citados se juntam ao Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), que tiveram crédito suplementar liberado no fim de abril, rapidamente consumido.

Nova call to action

Tanto Pronaf quanto Moderfrota haviam sido reabertos novamente no fim de abril após o BNDES liberar crédito suplementar para as linhas de financiamento, mas a alta demanda continuou e os programas foram novamente suspensos após poucos dias. A retomada das operações de crédito com juros subsidiados no dia 26 de abril consumiu R$ 625 milhões em apenas uma semana.

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, avaliou que a demanda pelo Moderfrota foi bastante elevado, com empréstimo de R$ 529,4 milhões por meio de 12 bancos, de um limite adicional de R$ 509 milhões liberados pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

2 comentários

  1. Manoel Antônio de Oliveira em 29 de maio de 2019 às 11:27

    Gostaria de ficar sempre informado sobre a cadeia lácteos e por vocês que tem sempre boas matérias, obrigado

  2. […] 5° Dispõe de acabar e o BNDES suspenda o financiamento de quatro programas […]

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Recursos acabam e BNDES suspende financiamento de quatro programas

A UM MÊS DO FIM DA SAFRA

Recursos acabam e BNDES suspende financiamento de quatro programas

Ao todo, seis linhas de crédito estão suspensas; até os recursos extras para o Pronaf e Moderfrota foram esgotados rapidamente

24 de maio de 2019 às 19h20
Por Estadão Conteúdo
dinheiro, crédito rural, investimento, financiamento

Foto: Pixabay

A pouco mais de um mês do término da safra 2018/2019, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na quarta-feira, dia 22, a suspensão dos pedidos de financiamento do Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Prodecoop). O motivo é o esgotamento dos recursos, dada a grande demanda na temporada que termina em 30 de junho.

O anúncio veio uma semana depois de o BNDES suspender outras linhas previstas no Plano Safra, também com recursos esgotados: o Programa de Incentivo à Irrigação e à Produção em Ambiente Protegido (Moderinfra), Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Investimento).

Ao todo, seis programas do Plano Safra estão suspensos. Os acima citados se juntam ao Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), que tiveram crédito suplementar liberado no fim de abril, rapidamente consumido.

Nova call to action

Tanto Pronaf quanto Moderfrota haviam sido reabertos novamente no fim de abril após o BNDES liberar crédito suplementar para as linhas de financiamento, mas a alta demanda continuou e os programas foram novamente suspensos após poucos dias. A retomada das operações de crédito com juros subsidiados no dia 26 de abril consumiu R$ 625 milhões em apenas uma semana.

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, avaliou que a demanda pelo Moderfrota foi bastante elevado, com empréstimo de R$ 529,4 milhões por meio de 12 bancos, de um limite adicional de R$ 509 milhões liberados pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

2 comentários

  1. Manoel Antônio de Oliveira em 29 de maio de 2019 às 11:27

    Gostaria de ficar sempre informado sobre a cadeia lácteos e por vocês que tem sempre boas matérias, obrigado

  2. […] 5° Dispõe de acabar e o BNDES suspenda o financiamento de quatro programas […]

Deixe um Comentário





Mais Notícias