REDUÇÃO DA OCIOSIDADE

Aumento no abate de fêmeas incentiva abertura de plantas frigoríficas em MT

O estado iniciou o ano com uma capacidade total de abate de 31,91 mil animais por dia e registrou utilização de 53,37% em janeiro

Fonte: José Luiz Alves/Governo de Rondônia

O ano de 2018 iniciou com as indústrias frigoríficas de Mato Grosso traçando boas expectativas para a oferta de animais aptos para o abate. De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), o atual momento do ciclo pecuário, que demonstra cada vez mais fêmeas indo para a linha de abate (participação de 48,33% em janeiro), incentivou a abertura de diversas plantas frigoríficas nos últimos meses.

Desta maneira, o estado iniciou o ano com uma capacidade total de abate em frigoríficos com Serviço de Inspeção Federal (SIF) e Serviço de Inspeção Estadual (SIE) de 31,91 mil animais por dia e registrando utilização de 53,37% em janeiro, valor 10,02 pontos percentuais maior que o visto no mesmo período do ano passado.

Apesar de ter melhorado no último ano, as indústrias do estado ainda apresentam um quadro de ociosidade total de 46,63%. Ainda assim, a expectativa de aumento na oferta de animais e o histórico de crescimento da pecuária mato-grossense tem animado as indústrias e já há expectativas para abertura de mais frigoríficos.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *