MERCADO

Ameaça de tarifas chinesas afeta soja dos EUA, diz Bunge

Caso as tarifas chinesas entrem em vigor, a empresa estará bem posicionada graças à sua grande presença na América do Sul

Fonte: Pixabay

A China ainda não impôs tarifas sobre a soja norte-americana, mas somente essa ameaça já vem afetando o fluxo do grão dos Estados Unidos para o maior comprador mundial.

“O mercado em geral está admitindo que é melhor não comprar soja norte-americana para a China, pelo menos durante o verão (do Hemisfério Norte)”, disse em entrevista o CEO da trading Bunge, Soren Schroder. “Minha percepção é de que não haverá uma resolução rápida para isso.”

Caso as tarifas chinesas entrem em vigor, a Bunge estará bem posicionada graças à sua grande presença na América do Sul.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *