MERCADO

Algodão sobe 2,77% mesmo com indústria recuada

Além da oferta baixa, a qualidade de boa parte dos lotes também não é das melhores, apontam especialistas

Fonte: Antonio Alencar/Canal Rural

À espera da chegada da volumosa safra 2017/2018 e de quedas nas cotações do algodão em pluma, indústrias brasileiras estão cautelosas em relação a novas compras no mercado à vista, conforme indicam pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Agentes relatam dificuldade no repasse das valorizações da pluma para os derivados.  

Mesmo com essa resistência, as cotações do algodão continuam subindo no mercado doméstico, devido à baixa oferta do produto e à menor qualidade da maioria dos lotes.

De 30 de abril a 8 de maio, o indicador do algodão Cepea/Esalq, com pagamento em oito dias, avançou 2,77%, fechando a R$ 3,4298 por libra-peso na terça.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *