Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Faturamento da AgroBrasília cresce 10% em relação à edição anterior

BONS RESULTADOS

Faturamento da AgroBrasília cresce 10% em relação à edição anterior

A feira também bateu recorde de público, recebendo cerca de 121 mil visitantes; evento foi marcado por negócios, parcerias internacionais e boas ações

19 de maio de 2019 às 20h07
Por Canal Rural
Agrobrasília, a Feira Internacional dos Cerrados

Foto: AgroBrasília/Divulgação

Realizada no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no Distrito Federal, a AgroBrasília conseguiu aumentar o faturamento em 10%, totalizando R$ 1,2 bilhão, e superou a edição anterior. A Feita Internacional dos Cerrados, como é chamada, também bateu recorde de público: até o encerramento, no sábado, dia 18, cerca de 121 mil visitantes passaram pelos estandes.

Segundo o presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), José Guilherme Brenner, os números mostram que o evento cumpriu seu objetivo de fomentar negócios entre produtores rurais e empresas que apresentam máquinas, equipamentos, insumos e novas tecnologias em geral de suporte às atividades do agronegócio. “Mais do que isso, evidencia que a feira se consolidou como uma das mais importantes do Brasil e uma das maiores do mundo em tecnologia para a agricultura tropical”, afirma.

A extensa lista de expositores desta edição — cerca de 480 — apresentou de colhedoras de café a pulverizadores e equipamentos para adubação, tratores, veículos utilitários, sementes e produtos para o manejo de ervas daninhas, entre muitos outros.

Na agricultura familiar, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) instalou 11 circuitos tecnológicos apresentando aos produtores rurais novas tecnologias no cultivo de flores, frutas, olerícolas e também na piscicultura e bovinocultura.

Durante o evento, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Emater apresentaram os resultados de pesquisas, incluindo aquelas sobre novas cultivares.

Participantes internacionais

A feira recebeu novamente comitivas de estrangeiros. Entre eles os embaixadores de países africanos que receberão cursos de capacitação em assistência técnica e extensão rural promovidos por meio de parceria, firmada entre a Emater e a empresa Campo Companhia de Promoção Agrícola.

A Coreia do Sul também esteve presente e seu embaixador Doo Won Choi disse que participar da AgroBrasília é “oportunidade para aprender um pouco mais sobre o agronegócio, tendo em vista que o Brasil é uma referência mundial no setor”.

No Pavilhão de Negócios, empresa canadense apresentou uma linha de produtos à base de vírus para o controle de todo o complexo de lagartas.

Conscientização sobre sustentabilidade

A coleta seletiva de lixo implementada pela organização do evento resultou em cerca de 12 toneladas de resíduos reaproveitáveis recolhidas e destinadas à reciclagem, compostagem ou reúso. Houve ainda a venda de mudas, com duplo propósito: as plantas foram doadas a áreas de recuperação de nascentes e o valor será usado na construção do hospital do câncer de Unaí (MG).

3 comentários

  1. Arari Pinto de Oliveira filho em 19 de maio de 2019 às 20:19

    Excelente oportunidade ,sou eng..agro
    Com muitas informações do agro negócios

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Faturamento da AgroBrasília cresce 10% em relação à edição anterior

BONS RESULTADOS

Faturamento da AgroBrasília cresce 10% em relação à edição anterior

A feira também bateu recorde de público, recebendo cerca de 121 mil visitantes; evento foi marcado por negócios, parcerias internacionais e boas ações

19 de maio de 2019 às 20h07
Por Canal Rural
Agrobrasília, a Feira Internacional dos Cerrados

Foto: AgroBrasília/Divulgação

Realizada no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no Distrito Federal, a AgroBrasília conseguiu aumentar o faturamento em 10%, totalizando R$ 1,2 bilhão, e superou a edição anterior. A Feita Internacional dos Cerrados, como é chamada, também bateu recorde de público: até o encerramento, no sábado, dia 18, cerca de 121 mil visitantes passaram pelos estandes.

Segundo o presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), José Guilherme Brenner, os números mostram que o evento cumpriu seu objetivo de fomentar negócios entre produtores rurais e empresas que apresentam máquinas, equipamentos, insumos e novas tecnologias em geral de suporte às atividades do agronegócio. “Mais do que isso, evidencia que a feira se consolidou como uma das mais importantes do Brasil e uma das maiores do mundo em tecnologia para a agricultura tropical”, afirma.

A extensa lista de expositores desta edição — cerca de 480 — apresentou de colhedoras de café a pulverizadores e equipamentos para adubação, tratores, veículos utilitários, sementes e produtos para o manejo de ervas daninhas, entre muitos outros.

Na agricultura familiar, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) instalou 11 circuitos tecnológicos apresentando aos produtores rurais novas tecnologias no cultivo de flores, frutas, olerícolas e também na piscicultura e bovinocultura.

Durante o evento, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Emater apresentaram os resultados de pesquisas, incluindo aquelas sobre novas cultivares.

Participantes internacionais

A feira recebeu novamente comitivas de estrangeiros. Entre eles os embaixadores de países africanos que receberão cursos de capacitação em assistência técnica e extensão rural promovidos por meio de parceria, firmada entre a Emater e a empresa Campo Companhia de Promoção Agrícola.

A Coreia do Sul também esteve presente e seu embaixador Doo Won Choi disse que participar da AgroBrasília é “oportunidade para aprender um pouco mais sobre o agronegócio, tendo em vista que o Brasil é uma referência mundial no setor”.

No Pavilhão de Negócios, empresa canadense apresentou uma linha de produtos à base de vírus para o controle de todo o complexo de lagartas.

Conscientização sobre sustentabilidade

A coleta seletiva de lixo implementada pela organização do evento resultou em cerca de 12 toneladas de resíduos reaproveitáveis recolhidas e destinadas à reciclagem, compostagem ou reúso. Houve ainda a venda de mudas, com duplo propósito: as plantas foram doadas a áreas de recuperação de nascentes e o valor será usado na construção do hospital do câncer de Unaí (MG).

3 comentários

  1. Arari Pinto de Oliveira filho em 19 de maio de 2019 às 20:19

    Excelente oportunidade ,sou eng..agro
    Com muitas informações do agro negócios

Deixe um Comentário





Mais Notícias