Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Youtuber rebate fake news de famosos sobre o agro

VIRALIZOU

Youtuber rebate fake news de famosos sobre o agro

Celebridades acusaram o setor produtivo de poluir o meio ambiente e receberam dados técnicos como resposta; entenda a polêmica

05 de setembro de 2019 às 17h14
Por Canal Rural

A assessora de comunicação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) Camila Telles viralizou nas redes sociais com um vídeo em que rebate falas de celebridades sobre a produção agropecuária. Reunidos no programa do apresentador Fábio Porchat, os comentaristas — nenhum agrônomo ou zootecnista — fazem uma série de acusações contra o setor.

Porchat, por exemplo, acusa o “peido do boi” de prejudicar a camada de ozônio. “Ele quer falar sobre a emissão de metano pela atividade pecuária. Aqui no Brasil, a maior parte da atividade é extensiva, ou seja, o gado é criado a pasto, que absorve o metano. Tem dados da Embrapa sobre isso”, afirma a Camila.

Na sequência, o apresentador diz que áreas próximas a rios não têm vida por estarem cobertas de fezes. Quanto a isso, a youtuber lembra que 55% do esgoto coletado na cidade é jogado na natureza enquanto que o esterco produzido na pecuária a pasto é fixado do solo e dá origem a novas pastagens. “No confinamento, existe todo o licenciamento ambiental que obriga o produtor rural a manejar de forma correta os dejetos”, completa.

A chef de cozinha e nutricionista Bela Gil, que participa da discussão junto a Porchat, dispara contra a produção de soja: ela afirma que as plantas têm raízes mais “rasas”, o que não deixaria a água chegar aos lençóis freáticos e aquíferos. Segundo Camila, o campo é o principal responsável pela recarga hídrica, já que a cidade é impermeabilizada pelo concreto e asfalto.

Camila também destaca que a água é manejada com muito critério pelos produtores rurais, porque é estritamente necessária para a produção de alimentos. “Ela [Bela Gil] não sabe que um dos pilares da agricultura baixo carbono é o plantio direto, que permite maior eficiência na absorção de água, o que não acontece com as árvores nativas”, diz a youtuber.

A chef de cozinha conta aos participantes do programa que passa por lavouras de soja que são “desertos verdes”. Camila Telles rebate dizendo que talvez a artista deva não só passar, mas entrar nas propriedades, para ver que as fazendas contam com áreas de Reserva Legal e de Preservação Permanente (APP).

Em determinado ponto da conversa, os comentaristas defendem que o modelo atual do agronegócio — que, segundo eles, concentra muito nas mãos de poucos — precisa mudar. A assessora da CNA responde com um dado: 80% das propriedades rurais dos Brasil são de pequenos produtores que cultivam seu próprio alimento. “Eles não dizem como deve mudar, mas, na minha visão, parece que querem pegar esses agricultores e jogá-los na cidade”, diz Camila.

O rapper Emicida tenta usar a situação econômica da população para dar tom de alarme a essa necessidade de mudança. Mas Camila reforça que o país passou de importador para exportador de alimentos, o que gera uma diversidade maior de produtos por preços muito mais em conta. “Os brasileiros nunca se alimentaram tão bem”, rebate a youtuber, que encerra o vídeo convidando os artistas para um debate dentro da porteira, onde é possível ver como realmente o agro brasileiro funciona.

10 comentários

  1. Afonso Mauro Peres em 5 de setembro de 2019 às 17:43

    A grande maioria desconhece sobre a realidade do campo e acaba falando bobagem , quem leu está mensagem e quer se atualizar em notícias do campo entre nas páginas, “Café do Brasil do Campo a indústria”, “Cafeicultura em Garça”, “Cultura da cana de açúcar no Brasil do Campo a industria” e JCnet “Jornal da cidade de Garça”e com certeza você vai ser um cidadão atualizado”

  2. Kaio P. de Souza em 5 de setembro de 2019 às 19:55

    Excelente matéria. Faltou deixar o link do vídeo. 🙂

  3. Leandro em 6 de setembro de 2019 às 14:54

    Ainda bem que alguém desmentiu esses famosos que não têm conhecimento de causa e ficam falando merda na mídia espalhando fake nenws (mentiras) infundadas. O pior é que tem gente que acredita neles. Já vi que pra ser artista não se exige uma formação escolar mínima, e isso sim é preocupante!

  4. Elias em 6 de setembro de 2019 às 15:09

    Bando de inúteis!

  5. Milton Gouvêa Franco em 10 de setembro de 2019 às 09:53

    Legal artista falar de forma simples para que muitos entendam, mesmo que seja apenas uma parte, já ajuda a entrar no assunto.

    Já que a mocinha do vídeo esta tão bem informada, por que ela não informa qual o tamanho da soma de todas os 80% das pequenas propriedades rurais e qual o tamanho somado dos 20% que sobraram.

    Na sequencia informe também o que cada um produz e em qual quantidade. Aproveita e se aprofunda na informação informando o tamanho da renda per capita dos 80% e qual a renda per capita dos 20%.

    Vai mais um pouquinho pra frente e diga entre os 20% quantos são brasileiros e quais produtos produzem.

    Para manter a paridade 80/20 , quantos dos 80 e quantos dos 20 mantem ou mantinham suas áreas de preservação ambiental conforme a legislação até 2012, ano em que houve a mudança das regras, para quantos mantem e seguem a regra atual, inclusive tendo realizado o CAR.

    Está um grande desafio que nenhum destes, sejam os artistas ou a apresentadora que também não conhece bosta nenhuma, precisou ter uma assessoria muito boa lhe trazendo informações, sabem informar, ou podem apenas informar uma parte.

    Na verdade são os grandes, entre os 20%, que estão empurrando os 80% para irem morar nas cidades em busca de emprego, porque na atividade rural de pequenas propriedades já não são suficientes para manter trabalho digno no campo.

    Quero ver debate de verdade e não apenas conversa fiada, desta prosa já estou de saco cheio.

  6. paulo tilelli de almeida em 10 de setembro de 2019 às 14:00

    O metano é um gás leve, como , portanto, pode ser absorvido pelas pastagens???????

  7. enos alexandre da silva em 11 de setembro de 2019 às 18:22

    AS BABOSEIRAS DO PORCHAT EU NÃO GOSTEI=MAIS DAS SUAS COLOCAÇÕES A RESPEITO EU GOSTEI

  8. silas silva cunha em 12 de setembro de 2019 às 22:49

    Disponibilizem as referencias que embasem as afirmações ditas pela youtuber, principalmente sobre a de que “a pastagem absorve metano”, pfv. 🙂

  9. Silvino G Moreira em 13 de setembro de 2019 às 22:40

    Esses caras da TV deviam ficar sem comer.. idiotice muito grande! Infelizmente no Brasil, pessoas sem nenhum conhecimento técnico, falam bobagem e a maioria da população, sem nenhum conhecimento, acreditam….a melhor coisa, seriam ficar quietos com a boca fechada!

  10. Maria de Fátima em 15 de setembro de 2019 às 15:45

    Me admiro da GNT deixar um programa desse nível ir ao ar!
    Onde estavam o diretor de redação, gerente comercial, os patrocinadores e etc, que não revisaram a pauta do programa? Quanta desinformação e irresponsabilidade do apresentador e comentaristas, pois desconhecem totalmente o assunto. O mínimo que deveriam fazer era ler um pouco mais sobre as questões abordados. As pessoas não são ignorantes.
    Como pode uma nutricionista não ter conhecimento da origem dos alimentos que são utilizados por ela mesma na criação da culinária?
    Bela Gil, ovos, carnes de aves e suínos são produzidos com base em soja e milho. Leite é produzido por vacas que também produzem metano. Esses animais não são mais criados com restos (lavagem) como acontecia antigamente.
    O Fábio “Ofélia” Porchat e seus entrevistados, são apenas os palhaços que concordaram em entrar no picadeiro. Os donos do circo são outros.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Youtuber rebate fake news de famosos sobre o agro

VIRALIZOU

Youtuber rebate fake news de famosos sobre o agro

Celebridades acusaram o setor produtivo de poluir o meio ambiente e receberam dados técnicos como resposta; entenda a polêmica

05 de setembro de 2019 às 17h14
Por Canal Rural

A assessora de comunicação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) Camila Telles viralizou nas redes sociais com um vídeo em que rebate falas de celebridades sobre a produção agropecuária. Reunidos no programa do apresentador Fábio Porchat, os comentaristas — nenhum agrônomo ou zootecnista — fazem uma série de acusações contra o setor.

Porchat, por exemplo, acusa o “peido do boi” de prejudicar a camada de ozônio. “Ele quer falar sobre a emissão de metano pela atividade pecuária. Aqui no Brasil, a maior parte da atividade é extensiva, ou seja, o gado é criado a pasto, que absorve o metano. Tem dados da Embrapa sobre isso”, afirma a Camila.

Na sequência, o apresentador diz que áreas próximas a rios não têm vida por estarem cobertas de fezes. Quanto a isso, a youtuber lembra que 55% do esgoto coletado na cidade é jogado na natureza enquanto que o esterco produzido na pecuária a pasto é fixado do solo e dá origem a novas pastagens. “No confinamento, existe todo o licenciamento ambiental que obriga o produtor rural a manejar de forma correta os dejetos”, completa.

A chef de cozinha e nutricionista Bela Gil, que participa da discussão junto a Porchat, dispara contra a produção de soja: ela afirma que as plantas têm raízes mais “rasas”, o que não deixaria a água chegar aos lençóis freáticos e aquíferos. Segundo Camila, o campo é o principal responsável pela recarga hídrica, já que a cidade é impermeabilizada pelo concreto e asfalto.

Camila também destaca que a água é manejada com muito critério pelos produtores rurais, porque é estritamente necessária para a produção de alimentos. “Ela [Bela Gil] não sabe que um dos pilares da agricultura baixo carbono é o plantio direto, que permite maior eficiência na absorção de água, o que não acontece com as árvores nativas”, diz a youtuber.

A chef de cozinha conta aos participantes do programa que passa por lavouras de soja que são “desertos verdes”. Camila Telles rebate dizendo que talvez a artista deva não só passar, mas entrar nas propriedades, para ver que as fazendas contam com áreas de Reserva Legal e de Preservação Permanente (APP).

Em determinado ponto da conversa, os comentaristas defendem que o modelo atual do agronegócio — que, segundo eles, concentra muito nas mãos de poucos — precisa mudar. A assessora da CNA responde com um dado: 80% das propriedades rurais dos Brasil são de pequenos produtores que cultivam seu próprio alimento. “Eles não dizem como deve mudar, mas, na minha visão, parece que querem pegar esses agricultores e jogá-los na cidade”, diz Camila.

O rapper Emicida tenta usar a situação econômica da população para dar tom de alarme a essa necessidade de mudança. Mas Camila reforça que o país passou de importador para exportador de alimentos, o que gera uma diversidade maior de produtos por preços muito mais em conta. “Os brasileiros nunca se alimentaram tão bem”, rebate a youtuber, que encerra o vídeo convidando os artistas para um debate dentro da porteira, onde é possível ver como realmente o agro brasileiro funciona.

10 comentários

  1. Afonso Mauro Peres em 5 de setembro de 2019 às 17:43

    A grande maioria desconhece sobre a realidade do campo e acaba falando bobagem , quem leu está mensagem e quer se atualizar em notícias do campo entre nas páginas, “Café do Brasil do Campo a indústria”, “Cafeicultura em Garça”, “Cultura da cana de açúcar no Brasil do Campo a industria” e JCnet “Jornal da cidade de Garça”e com certeza você vai ser um cidadão atualizado”

  2. Kaio P. de Souza em 5 de setembro de 2019 às 19:55

    Excelente matéria. Faltou deixar o link do vídeo. 🙂

  3. Leandro em 6 de setembro de 2019 às 14:54

    Ainda bem que alguém desmentiu esses famosos que não têm conhecimento de causa e ficam falando merda na mídia espalhando fake nenws (mentiras) infundadas. O pior é que tem gente que acredita neles. Já vi que pra ser artista não se exige uma formação escolar mínima, e isso sim é preocupante!

  4. Elias em 6 de setembro de 2019 às 15:09

    Bando de inúteis!

  5. Milton Gouvêa Franco em 10 de setembro de 2019 às 09:53

    Legal artista falar de forma simples para que muitos entendam, mesmo que seja apenas uma parte, já ajuda a entrar no assunto.

    Já que a mocinha do vídeo esta tão bem informada, por que ela não informa qual o tamanho da soma de todas os 80% das pequenas propriedades rurais e qual o tamanho somado dos 20% que sobraram.

    Na sequencia informe também o que cada um produz e em qual quantidade. Aproveita e se aprofunda na informação informando o tamanho da renda per capita dos 80% e qual a renda per capita dos 20%.

    Vai mais um pouquinho pra frente e diga entre os 20% quantos são brasileiros e quais produtos produzem.

    Para manter a paridade 80/20 , quantos dos 80 e quantos dos 20 mantem ou mantinham suas áreas de preservação ambiental conforme a legislação até 2012, ano em que houve a mudança das regras, para quantos mantem e seguem a regra atual, inclusive tendo realizado o CAR.

    Está um grande desafio que nenhum destes, sejam os artistas ou a apresentadora que também não conhece bosta nenhuma, precisou ter uma assessoria muito boa lhe trazendo informações, sabem informar, ou podem apenas informar uma parte.

    Na verdade são os grandes, entre os 20%, que estão empurrando os 80% para irem morar nas cidades em busca de emprego, porque na atividade rural de pequenas propriedades já não são suficientes para manter trabalho digno no campo.

    Quero ver debate de verdade e não apenas conversa fiada, desta prosa já estou de saco cheio.

  6. paulo tilelli de almeida em 10 de setembro de 2019 às 14:00

    O metano é um gás leve, como , portanto, pode ser absorvido pelas pastagens???????

  7. enos alexandre da silva em 11 de setembro de 2019 às 18:22

    AS BABOSEIRAS DO PORCHAT EU NÃO GOSTEI=MAIS DAS SUAS COLOCAÇÕES A RESPEITO EU GOSTEI

  8. silas silva cunha em 12 de setembro de 2019 às 22:49

    Disponibilizem as referencias que embasem as afirmações ditas pela youtuber, principalmente sobre a de que “a pastagem absorve metano”, pfv. 🙂

  9. Silvino G Moreira em 13 de setembro de 2019 às 22:40

    Esses caras da TV deviam ficar sem comer.. idiotice muito grande! Infelizmente no Brasil, pessoas sem nenhum conhecimento técnico, falam bobagem e a maioria da população, sem nenhum conhecimento, acreditam….a melhor coisa, seriam ficar quietos com a boca fechada!

  10. Maria de Fátima em 15 de setembro de 2019 às 15:45

    Me admiro da GNT deixar um programa desse nível ir ao ar!
    Onde estavam o diretor de redação, gerente comercial, os patrocinadores e etc, que não revisaram a pauta do programa? Quanta desinformação e irresponsabilidade do apresentador e comentaristas, pois desconhecem totalmente o assunto. O mínimo que deveriam fazer era ler um pouco mais sobre as questões abordados. As pessoas não são ignorantes.
    Como pode uma nutricionista não ter conhecimento da origem dos alimentos que são utilizados por ela mesma na criação da culinária?
    Bela Gil, ovos, carnes de aves e suínos são produzidos com base em soja e milho. Leite é produzido por vacas que também produzem metano. Esses animais não são mais criados com restos (lavagem) como acontecia antigamente.
    O Fábio “Ofélia” Porchat e seus entrevistados, são apenas os palhaços que concordaram em entrar no picadeiro. Os donos do circo são outros.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.