Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Saldo da balança do agronegócio cai 1,7% em maio, diz governo

FECHAMENTO DE MÊS

Saldo da balança do agronegócio cai 1,7% em maio, diz governo

A redução das exportações ocorreu principalmente em função da diminuição do índice de preço dos produtos de exportação do agronegócio brasileiro, de 9,1%

14 de junho de 2019 às 10h09
Por Canal Rural

A participação do agronegócio na balança comercial brasileira de maio recuou de 51,6% para 46,1%, devido à queda das exportações do agronegócio. Foto: Arquivo / SECS

As exportações do agronegócio somaram US$ 9,80 bilhões em maio deste ano, recuo de 1,7% em relação ao mês de 2018. A redução das exportações ocorreu principalmente em função da diminuição do índice de preço dos produtos de exportação do agronegócio brasileiro, de 9,1%. De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o índice de quantum (volume) contribuiu para evitar uma queda maior do valor exportado, registrando elevação de 8,1%.

A participação do agronegócio na balança comercial brasileira de maio recuou de 51,6% para 46,1%, devido à queda das exportações do agronegócio em 1,7% e a elevação das exportações dos demais setores em 22,5%

As importações de produtos do agronegócio, por sua vez, subiram de US$ 1,08 bilhão em maio de 2018 para US$ 1,18 bilhão em maio de 2019. O saldo da balança comercial do Agronegócio ficou em US$ 8,6 bilhões.

Os produtos agropecuários que tiveram recorde em quantidade vendidas ao exterior para o mês de maio, desde a séria histórica de 1997, foram a carne bovina e suína in natura, celulose e café verde.

As vendas externas de carne bovina in natura alcançaram 123 mil toneladas, com destaque para três mercados: Emirados Árabes alta de 7,8 mil toneladas, Rússia aumento de 7,1 mil toneladas e China com alta de 6,2 mil toneladas.

Suínos

Quanto à carne suína, os casos de Peste Suína Africana (PSA) já estão gerando impacto nas exportações brasileiras, de acordo com o ministério. Alguns mercados mereceram evidência quanto ao incremento da quantidade exportada em maio: China com 7,2 mil toneladas, Rússia com alta de 3,1 mil toneladas, Chile com aumento de 2,1 mil toneladas e Vietnã com 1,8 mil toneladas.

Café

O Brasil exportou US$ 438,3 milhões no setor de café , 71,7% mais, com forte expansão da quantidade exportada de 205 mil toneladas do grão, embora os preços internacionais dos produtos do setor tenham caído, em média, 23,7%. O café verde teve incremento de 130% na quantidade embarcada, recorde para todos os meses de maio, desde 1997, totalizando 196 mil toneladas.

Nova call to action

2 comentários

  1. […] Com informações do Canal Rural […]

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Saldo da balança do agronegócio cai 1,7% em maio, diz governo

FECHAMENTO DE MÊS

Saldo da balança do agronegócio cai 1,7% em maio, diz governo

A redução das exportações ocorreu principalmente em função da diminuição do índice de preço dos produtos de exportação do agronegócio brasileiro, de 9,1%

14 de junho de 2019 às 10h09
Por Canal Rural

A participação do agronegócio na balança comercial brasileira de maio recuou de 51,6% para 46,1%, devido à queda das exportações do agronegócio. Foto: Arquivo / SECS

As exportações do agronegócio somaram US$ 9,80 bilhões em maio deste ano, recuo de 1,7% em relação ao mês de 2018. A redução das exportações ocorreu principalmente em função da diminuição do índice de preço dos produtos de exportação do agronegócio brasileiro, de 9,1%. De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o índice de quantum (volume) contribuiu para evitar uma queda maior do valor exportado, registrando elevação de 8,1%.

A participação do agronegócio na balança comercial brasileira de maio recuou de 51,6% para 46,1%, devido à queda das exportações do agronegócio em 1,7% e a elevação das exportações dos demais setores em 22,5%

As importações de produtos do agronegócio, por sua vez, subiram de US$ 1,08 bilhão em maio de 2018 para US$ 1,18 bilhão em maio de 2019. O saldo da balança comercial do Agronegócio ficou em US$ 8,6 bilhões.

Os produtos agropecuários que tiveram recorde em quantidade vendidas ao exterior para o mês de maio, desde a séria histórica de 1997, foram a carne bovina e suína in natura, celulose e café verde.

As vendas externas de carne bovina in natura alcançaram 123 mil toneladas, com destaque para três mercados: Emirados Árabes alta de 7,8 mil toneladas, Rússia aumento de 7,1 mil toneladas e China com alta de 6,2 mil toneladas.

Suínos

Quanto à carne suína, os casos de Peste Suína Africana (PSA) já estão gerando impacto nas exportações brasileiras, de acordo com o ministério. Alguns mercados mereceram evidência quanto ao incremento da quantidade exportada em maio: China com 7,2 mil toneladas, Rússia com alta de 3,1 mil toneladas, Chile com aumento de 2,1 mil toneladas e Vietnã com 1,8 mil toneladas.

Café

O Brasil exportou US$ 438,3 milhões no setor de café , 71,7% mais, com forte expansão da quantidade exportada de 205 mil toneladas do grão, embora os preços internacionais dos produtos do setor tenham caído, em média, 23,7%. O café verde teve incremento de 130% na quantidade embarcada, recorde para todos os meses de maio, desde 1997, totalizando 196 mil toneladas.

Nova call to action

2 comentários

  1. […] Com informações do Canal Rural […]

Deixe um Comentário





Mais Notícias

PiB, dados

ECONOMIA INTERNA

PIB pode crescer até 0,9% em 2019, diz pesquisa da CNI

11/10/2019 às 12h04
cooperativismo, cooperativas

COMPETITIVIDADE AMEAÇADA

Cooperativas paulistas temem fim da Lei Kandir

07/10/2019 às 20h29