LEVANTAMENTO DA PRODUÇÃO

Safra 2018 será de 229,3 milhões de toneladas, diz IBGE

Previsão é 4,7% menor do que total obtido em 2017; país deve colher 87,2 milhões de toneladas de milho e 114,5 milhões de toneladas de soja

Fonte: Pixabay

A safra agrícola de 2018 deve totalizar 229,3 milhões de toneladas, uma queda de 4,7% em relação à produção de 2017, o equivalente a 11,3 milhões de toneladas a menos. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de março, divulgado nesta terça-feira, dia 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado, porém, é 2 milhões de toneladas maior que o estimado pelo levantamento de fevereiro, um aumento de 0,9%. Em 2017, a safra somou 240,6 milhões de toneladas. 

Os produtores brasileiros devem colher 61,3 milhões de hectares na safra agrícola de 2018, uma elevação de 0,1% em relação à área colhida em 2017. A expectativa, porém, é 0,1% menor que o previsto no levantamento de fevereiro.

Milho

O país deve colher uma safra de 87,2 milhões de toneladas de milho neste ano, segundo o levantamento do IBGE. A estimativa significa uma redução de 12,4% em comparação com o ano anterior.

Para a primeira safra de milho, a produção esperada é de 26,5 milhões de toneladas, um decréscimo de 14,7% em relação a 2017. A área plantada recuou 7,1%, totalizando 5,3 milhões de hectares, enquanto o rendimento médio caiu 9,9%.

A segunda safra de milho está calculada em 60,7 milhões de toneladas, um aumento de 1,7% em relação à previsão do mês anterior. A área plantada é de 11,4 milhões de hectares, aumento de 0,7%, enquanto o rendimento médio cresceu 0,9%. 

Soja

Na soja, a previsão de colheita é de 114,5 milhões de toneladas. A estimativa é 1,2% maior do que a de fevereiro, aproximando-se do recorde de 115 milhões de toneladas obtidas em 2017. A revisão no último mês significa 1,4 milhão de toneladas a mais que o estimado em fevereiro.

Houve aumento de 6,2% na estimativa de produção no Nordeste, com destaques para as altas de 8,5% na Bahia; 4,9% no Piauí; e 3,4% no Maranhão.

No Centro-Oeste, o destaque coube a Mato Grosso, com aumento de 1,6% na estimativa da produção em março ante fevereiro. Com uma safra de soja de 31,2 milhões de toneladas, o Estado deve ser responsável por 27,2% do total a ser produzido em 2018. 

Em Goiás, a produção estimada em 11,5 milhões de toneladas aumentou 2,6%. Em Mato Grosso do Sul, o aumento foi de 1,9%, consolidando uma produção de 8,9 milhões de toneladas.

No Sul, o Paraná informou uma redução de 0,9% em sua estimativa de produção, que deve alcançar 19,3 milhões de toneladas. 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *