PROJEÇÃO

Produção de soja e milho no Paraná deve ser maior que o estimado

No entanto, o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Paraná, reduziu a expectativa da safra de trigo

Colheita da soja
Colheita da soja – Foto: RR Rufino/ Embrapa

O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Paraná, aumentou as suas estimativas de produção de soja, milho verão e milho segunda safra na temporada 2018/2019 e reduziu a previsão de colheita de trigo. Com relação à soja, a entidade espera agora produção de 16,2 milhões de toneladas, ante 16,1 milhões de toneladas previstas em março. A expectativa de área plantada foi levemente elevada, de 5,435 milhões para 5,437 milhões de hectares. A previsão de rendimento subiu de 2.968 quilos por hectare para 2.989 quilos por hectare.

Quanto à primeira safra de milho, o Deral projeta agora colheita de 3,156 milhões de toneladas. No mês passado, a previsão era de 3,116 milhões de toneladas. A estimativa de área plantada subiu de 357,6 mil hectares para 358,4 mil hectares, enquanto a perspectiva de rendimento aumentou de 8,7 mil quilos por hectare para 8,8 mil quilos por hectare.

Para a segunda safra de milho, a previsão de produção subiu de 13 milhões de toneladas para 13,02 milhões de toneladas. A estimativa de área plantada foi aumentada de 2,22 milhões de hectares para 2,23 milhões de hectares. No entanto, a produtividade foi reajustada para baixo, devendo ficar em 5.832 quilos por hectare contra a previsão de março de 5.835 quilos por hectare.

Já com relação ao trigo, a entidade reduziu a previsão de produção de 3,3 milhões de toneladas para 3,2 milhões de toneladas. A projeção de área diminuiu de 1,03 milhão de hectares para 1,02 milhão de toneladas. Enquanto isso, a expectativa de produtividade aumentou de 3,21 quilos por hectare para 3,22 quilos por hectare.

Nova call to action

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


css.php
Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil