banner-3

É OFICIAL!

Plano Safra: confira os recursos e taxas de juro da temporada 2019/2020

Conforme anúncio, foram liberados R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. O volume para investimento é de R$ 53,41 bilhões

18 de junho de 2019 às 12h31
Por Canal Rural
dinheiro seguro rural Brasil, plano safra

Foto: Pixabay

O Plano Safra 2019/2020 foi anunciado nesta terça, dia 18, em Brasília. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. Outros R$ 53,41 bilhões para investimento.

Juros para custeio, comercialização e industrialização

Agricultores que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf)  terão taxas de juro entre 3% e 4,6% ao ano. Para pequenos (que estão fora do Pronaf) e médios, o índice é de 6% ao ano. Os demais terão juros de 8% ao ano.

Segundo a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, pequenos e médios produtores foram prioridades do governo. “Pela primeira vez, o Tesouro Nacional disponibiliza mais recursos para subvenção do Pronaf do que para dos demais. São R$ 5 bilhões para equalizar juros, valor recorde”, disse.

Reajuste nos preços mínimos

De acordo com o Ministério da Agricultura, foram aprovados novos preços mínimos para a safra 2019/2020, com reajuste médio de 7% para os principais produtos. “Esses valores tiveram como referência os custos das lavouras, os preços nos mercados internacionais e a perspectiva das taxas de câmbio”, destaca a pasta.

Segundo o ministério, para 2020, o investimento programado para apoio à comercialização nas modalidades de aquisição direta do produtor, contratos de opção de venda e subvenção de preços é de R$ 1,85 bilhão.

Confira os preços mínimos:

Investimento

Segundo Tereza Cristina, o aumento nos recursos para investimento também atesta o compromisso do atual governo com o setor agropecuário. “Aumentam os recursos para a agricultura de baixo carbono (Plano ABC), programas de inovação, tecnologia, irrigação, correção de solo e produção de leite, suínos e aves”, diz. Veja os números!

Moderfrota

  • Total de recursos: R$ 9,690 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: 85%
  • Prazo máximo para pagamento: 7 anos
  • Carência máxima: 14 meses
  • Taxas de juros: 8,5% a 10,5%

Moderagro

  • Total de recursos: R$ 1,2 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 880 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros: 8%

Moderinfra

  • Total de recursos: 732 milhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 3,3 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 10
  • Carência máxima: 3
  • Taxas de juros: 8%

ABC

  • Total de recursos: R$ 2,096 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 5 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 12 anos
  • Carência máxima: 8 anos
  • Taxas de juros: 5,25% e 7%

PCA

  • Total de recursos: R4 1,815 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: 15 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 6% a 7%

Inovagro

  • Total de recursos: R$ 1,5 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 1,3 milhão
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 7%

Prodecoop

  • Total de recursos: R$ 1,285 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 150 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 8%

Pronaf

  • Total de recursos: R$ 12,927 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 165 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 3% e 4,6%

Pronamp

  • Total de recursos: R4 2,715 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 430 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 8 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 7%

Fundos Constitucionais

  • Total de recursos: R$ 6,230 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: 12 anos
  • Carência máxima: 3 aos
  • Taxas de juros de até: Taxa por porte

Bancos cooperativos

  • Total de recursos: R$ 600 milhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 450 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 12 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 8%

BNDES – Procap-Agro

  • Total de recursos: R$ 2,5 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 65 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 2 anos
  • Carência máxima: 6 meses
  • Taxas de juros de até: Taxa de Juros de Longo Prazo+3,7%

BNDES – Prorenova

  • Total de recursos: R$ 1,5 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: 6 anos
  • Carência máxima: 18 meses
  • Taxas de juros de até: Taxa de Juros de Longo Prazo+3,7%

BNDES – Agro

  • Total de recursos: R$ 2,5 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: não há
  • Carência máxima: não há
  • Taxas de juros de até: Taxa de Juros de Longo Prazo+3,7%

BB – Investe Agro

  • Total de recursos: R$ 1 bilhão
  • Taxas de juros: Taxa de mercado

Juros livres

  • Total de recursos: R$ 5,125 bilhões
  • Taxas de juros: Taxa de mercado

Recorde no seguro rural

O Plano Safra 2019/2020 trouxe novidades para o seguro rural. Segundo o Ministério da Agricultura, o valor para subvencionar a contratação de apólices em todo o país será de R$ 1 bilhão. “Esse é o maior montante que o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) já recebeu desde sua criação em 2004”, diz a pasta;

Com esse valor, cerca de 150,5 mil produtores rurais poderão ter a safra segurada. Devem ser contratadas 212,1 mil apólices, com a cobertura de 15,6 milhões de hectares e valor segurado de R$ 42 bilhões.

Em 2019, o orçamento é de R$ 440 milhões, com a contratação de 93,9 mil apólices, cobertura de 6,9 milhões de hectares e R$ 18,6 bilhões de valor segurado.

Garantia-Safra

O programa Garantia-Safra, que apoia os agricultores familiares de municípios com histórico de perda da safra por causa da seca ou excesso de chuvas, contará com R$ 468 milhões. O montante será divido em cotas e deve atender até 1,350 milhão de produtores.

Os beneficiados estão, principalmente, no Nordeste e no norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O público-alvo é formado por agricultores com renda familiar mensal de no máximo 1,5 salário mínimo e que plantam de 0,6 a 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca e algodão.

O valor é pago a eles quando o município onde moram comprovar perda de, pelo mesmo, 50% da produção agrícola. Atualmente, o benefício é de R$ 850, pago em cinco parcelas pela Caixa Econômica Federal.

9 comentários

  1. […] Canal Rural […]

  2. […] governo anunciou nesta terça-feira, dia 17, os recursos para o Plano Safra 2019/2020. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, […]

  3. […] governo anunciou nesta terça-feira, dia 17, os recursos para o Plano Safra 2019/2020. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, […]

  4. […] governo anunciou nesta terça-feira, dia 17, os recursos para o Plano Safra 2019/2020. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, […]

  5. […] Plano Safra: confira os recursos e taxas de juro da temporada 2019/2020  Canal Rural […]

  6. […] Plano Safra: confira os recursos e taxas de juro da temporada 2019/2020 […]

  7. Eduardo em 19 de junho de 2019 às 08:30

    Onde me cadastro no plano safra 2019?

  8. Nilton benedet em 24 de junho de 2019 às 15:22

    Informações e indispensáveis à consultores.

  9. jerson Mota Correa em 3 de julho de 2019 às 17:31

    Boa tarde me chamo Jerson Mota Correa ,sou técnicos agrícola funcionário publico trabalho ha 20 ano da extensão Rural,tem uma pequena propriedade rural, gostaria de saber tem alguma possibilidade de eu pegar o credito Rural , MAIS ALIMENTO…

Deixe um Comentário





banner-3

É OFICIAL!

Plano Safra: confira os recursos e taxas de juro da temporada 2019/2020

Conforme anúncio, foram liberados R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. O volume para investimento é de R$ 53,41 bilhões

18 de junho de 2019 às 12h31
Por Canal Rural
dinheiro seguro rural Brasil, plano safra

Foto: Pixabay

O Plano Safra 2019/2020 foi anunciado nesta terça, dia 18, em Brasília. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. Outros R$ 53,41 bilhões para investimento.

Juros para custeio, comercialização e industrialização

Agricultores que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf)  terão taxas de juro entre 3% e 4,6% ao ano. Para pequenos (que estão fora do Pronaf) e médios, o índice é de 6% ao ano. Os demais terão juros de 8% ao ano.

Segundo a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, pequenos e médios produtores foram prioridades do governo. “Pela primeira vez, o Tesouro Nacional disponibiliza mais recursos para subvenção do Pronaf do que para dos demais. São R$ 5 bilhões para equalizar juros, valor recorde”, disse.

Reajuste nos preços mínimos

De acordo com o Ministério da Agricultura, foram aprovados novos preços mínimos para a safra 2019/2020, com reajuste médio de 7% para os principais produtos. “Esses valores tiveram como referência os custos das lavouras, os preços nos mercados internacionais e a perspectiva das taxas de câmbio”, destaca a pasta.

Segundo o ministério, para 2020, o investimento programado para apoio à comercialização nas modalidades de aquisição direta do produtor, contratos de opção de venda e subvenção de preços é de R$ 1,85 bilhão.

Confira os preços mínimos:

Investimento

Segundo Tereza Cristina, o aumento nos recursos para investimento também atesta o compromisso do atual governo com o setor agropecuário. “Aumentam os recursos para a agricultura de baixo carbono (Plano ABC), programas de inovação, tecnologia, irrigação, correção de solo e produção de leite, suínos e aves”, diz. Veja os números!

Moderfrota

  • Total de recursos: R$ 9,690 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: 85%
  • Prazo máximo para pagamento: 7 anos
  • Carência máxima: 14 meses
  • Taxas de juros: 8,5% a 10,5%

Moderagro

  • Total de recursos: R$ 1,2 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 880 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros: 8%

Moderinfra

  • Total de recursos: 732 milhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 3,3 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 10
  • Carência máxima: 3
  • Taxas de juros: 8%

ABC

  • Total de recursos: R$ 2,096 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 5 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 12 anos
  • Carência máxima: 8 anos
  • Taxas de juros: 5,25% e 7%

PCA

  • Total de recursos: R4 1,815 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: 15 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 6% a 7%

Inovagro

  • Total de recursos: R$ 1,5 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 1,3 milhão
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 7%

Prodecoop

  • Total de recursos: R$ 1,285 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 150 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 8%

Pronaf

  • Total de recursos: R$ 12,927 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 165 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 10 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 3% e 4,6%

Pronamp

  • Total de recursos: R4 2,715 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 430 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 8 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 7%

Fundos Constitucionais

  • Total de recursos: R$ 6,230 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: 12 anos
  • Carência máxima: 3 aos
  • Taxas de juros de até: Taxa por porte

Bancos cooperativos

  • Total de recursos: R$ 600 milhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 450 mil
  • Prazo máximo para pagamento: 12 anos
  • Carência máxima: 3 anos
  • Taxas de juros de até: 8%

BNDES – Procap-Agro

  • Total de recursos: R$ 2,5 bilhões
  • Limite de crédito por beneficiário: R$ 65 milhões
  • Prazo máximo para pagamento: 2 anos
  • Carência máxima: 6 meses
  • Taxas de juros de até: Taxa de Juros de Longo Prazo+3,7%

BNDES – Prorenova

  • Total de recursos: R$ 1,5 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: 6 anos
  • Carência máxima: 18 meses
  • Taxas de juros de até: Taxa de Juros de Longo Prazo+3,7%

BNDES – Agro

  • Total de recursos: R$ 2,5 bilhão
  • Limite de crédito por beneficiário: não há
  • Prazo máximo para pagamento: não há
  • Carência máxima: não há
  • Taxas de juros de até: Taxa de Juros de Longo Prazo+3,7%

BB – Investe Agro

  • Total de recursos: R$ 1 bilhão
  • Taxas de juros: Taxa de mercado

Juros livres

  • Total de recursos: R$ 5,125 bilhões
  • Taxas de juros: Taxa de mercado

Recorde no seguro rural

O Plano Safra 2019/2020 trouxe novidades para o seguro rural. Segundo o Ministério da Agricultura, o valor para subvencionar a contratação de apólices em todo o país será de R$ 1 bilhão. “Esse é o maior montante que o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) já recebeu desde sua criação em 2004”, diz a pasta;

Com esse valor, cerca de 150,5 mil produtores rurais poderão ter a safra segurada. Devem ser contratadas 212,1 mil apólices, com a cobertura de 15,6 milhões de hectares e valor segurado de R$ 42 bilhões.

Em 2019, o orçamento é de R$ 440 milhões, com a contratação de 93,9 mil apólices, cobertura de 6,9 milhões de hectares e R$ 18,6 bilhões de valor segurado.

Garantia-Safra

O programa Garantia-Safra, que apoia os agricultores familiares de municípios com histórico de perda da safra por causa da seca ou excesso de chuvas, contará com R$ 468 milhões. O montante será divido em cotas e deve atender até 1,350 milhão de produtores.

Os beneficiados estão, principalmente, no Nordeste e no norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O público-alvo é formado por agricultores com renda familiar mensal de no máximo 1,5 salário mínimo e que plantam de 0,6 a 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca e algodão.

O valor é pago a eles quando o município onde moram comprovar perda de, pelo mesmo, 50% da produção agrícola. Atualmente, o benefício é de R$ 850, pago em cinco parcelas pela Caixa Econômica Federal.

9 comentários

  1. […] Canal Rural […]

  2. […] governo anunciou nesta terça-feira, dia 17, os recursos para o Plano Safra 2019/2020. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, […]

  3. […] governo anunciou nesta terça-feira, dia 17, os recursos para o Plano Safra 2019/2020. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, […]

  4. […] governo anunciou nesta terça-feira, dia 17, os recursos para o Plano Safra 2019/2020. Nesta temporada, o setor contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, […]

  5. […] Plano Safra: confira os recursos e taxas de juro da temporada 2019/2020  Canal Rural […]

  6. […] Plano Safra: confira os recursos e taxas de juro da temporada 2019/2020 […]

  7. Eduardo em 19 de junho de 2019 às 08:30

    Onde me cadastro no plano safra 2019?

  8. Nilton benedet em 24 de junho de 2019 às 15:22

    Informações e indispensáveis à consultores.

  9. jerson Mota Correa em 3 de julho de 2019 às 17:31

    Boa tarde me chamo Jerson Mota Correa ,sou técnicos agrícola funcionário publico trabalho ha 20 ano da extensão Rural,tem uma pequena propriedade rural, gostaria de saber tem alguma possibilidade de eu pegar o credito Rural , MAIS ALIMENTO…

Deixe um Comentário