PERSPECTIVAS

Milho: safra será 1,5 mi de toneladas menor do que previsto em novembro

Apesar de reduzir sua projeção, a consultoria Safras & Mercado estima que a temporada 2018/2019 seja 16% superior à anterior

colheita de milho
Foto: Renata Silva/Embrapa Rondônia

A consultoria Safras & Mercado reduziu sua estimativa para a safra 2018/2019 de milho em 1,61% frente a projeção de novembro do ano passado. Com isso, a expectativa de 94,9 milhões de toneladas caiu para 93,4 milhões.

Apesar do recuo registrado no levantamento divulgado nesta sexta-feira, dia 11, a produção brasileira deve ser 16,61% maior do que a temporada anterior, que totalizou cerca de 80 milhões de toneladas.

A área plantada deve crescer 3,4%, ocupando 16,786 milhões de hectares. No ano anterior, a semeadura totalizou 16,229 milhões de hectares.

O levantamento projeta rendimento médio de 5.562 quilos por hectare, acima da temporada anterior, quando a produtividade ficou em 4.931 quilos por hectare.

Centro-Sul

A safra de verão da região Centro-Sul deve subir de 24,557 milhões de toneladas para 24,837 milhões de toneladas, com ganho de 1,14%. A área vai de 4,176 milhões para 4,115 milhões de hectares, recuando 1,5%. Já a produtividade média deve ficar 6.036 quilos por hectare, acima dos 5.872 quilos por hectare registrados na temporada passada.

Na segunda safra devem ser plantados 11,187 milhões de hectares contra 10,457 milhões do ano anterior, aumento de 7%. Com rendimento de 5.543 quilos por hectare à frente dos 4.653 quilos por hectare obtidos na temporada passada, a produção da safrinha é estimada em 62,009 milhões de toneladas, 27,44% acima do que a obtida em 2017/2018, de 48,655 milhões de toneladas.

Norte e Nordeste

A consultoria indica ainda produção de 6,519 milhões de toneladas para as regiões Norte e Nordeste, 5,08% abaixo das 6,851 milhões produzidas no ano anterior. A área a ser cultivada deve ficar em 1,484 milhão de hectares, 6,9% aquém dos 1,595 milhão de hectares registrados na temporada anterior. A produtividade média é estimada em 4.393 quilos por hectare, superando os 4.296 quilos por hectare da temporada anterior.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


css.php
Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil