Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Etanol segue competitivo ante a gasolina em cinco estados, diz ANP

ENTENDA A CONTA

Etanol segue competitivo ante a gasolina em cinco estados, diz ANP

Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Paraná compõem a lista e são grandes produtores do biocombustível

05 de agosto de 2019 às 12h10
Por Estadão Conteúdo
bomba de combustível etanol

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os preços médios do etanol seguiram vantajosos ante os da gasolina em cinco estados brasileiros — Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Paraná — na semana passada. Todos são grandes produtores do biocombustível.

O levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, o hidratado é vendido, em média, por 55,45% do preço da gasolina, em Goiás a 61,90% e em Minas Gerais a 61,64%. Em São Paulo, a paridade ficou em 63,34% e no Paraná, em 68,04%.

Na média dos postos pesquisados no país, a paridade é de 64,66% entre os preços médios de etanol e gasolina, também favorável ao biocombustível. A gasolina foi mais vantajosa em Roraima, com a paridade de 97,27% para o preço do etanol.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Etanol segue competitivo ante a gasolina em cinco estados, diz ANP

ENTENDA A CONTA

Etanol segue competitivo ante a gasolina em cinco estados, diz ANP

Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Paraná compõem a lista e são grandes produtores do biocombustível

05 de agosto de 2019 às 12h10
Por Estadão Conteúdo
bomba de combustível etanol

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os preços médios do etanol seguiram vantajosos ante os da gasolina em cinco estados brasileiros — Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Paraná — na semana passada. Todos são grandes produtores do biocombustível.

O levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, o hidratado é vendido, em média, por 55,45% do preço da gasolina, em Goiás a 61,90% e em Minas Gerais a 61,64%. Em São Paulo, a paridade ficou em 63,34% e no Paraná, em 68,04%.

Na média dos postos pesquisados no país, a paridade é de 64,66% entre os preços médios de etanol e gasolina, também favorável ao biocombustível. A gasolina foi mais vantajosa em Roraima, com a paridade de 97,27% para o preço do etanol.

Deixe um Comentário





Mais Notícias