Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Conab: safra de grãos deve crescer 1,6%, atingindo 245 milhões de toneladas

TEMPORADA 2019/2020

Conab: safra de grãos deve crescer 1,6%, atingindo 245 milhões de toneladas

Para a área, a expectativa é que sejam cultivados 63,9 milhões hectares, crescimento de 1,1% em comparação àquela área utilizada na safra passada

10 de outubro de 2019 às 09h55
Por Canal Rural

A produção brasileira de grãos foi estimada em 245,8 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 1,6% ou 3,9 milhões de toneladas, em comparação à safra 2018/2019. Os dados fazem parte do primeiro levantamento da safra 2019/2020, divulgado nesta quinta-feira, 10, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O crescimento deve-se à maior produção nas áreas de soja.

Para a área, a expectativa é que sejam cultivados 63,9 milhões hectares, crescimento de 1,1% em comparação àquela área utilizada na safra passada.

Soja

A Conab prevê que a safra brasileira de soja possa superar a casa das 120 milhões de toneladas e bater o recorde histórico de 2017/2018, de 119 milhões de toneladas, em uma área plantada de 36,5 milhões de hectares.

Mato Grosso segue como principal produtor do grão no país com uma produção de 33,1 milhões de toneladas, 2% a mais que a safra anterior. A luta pela segunda posição será acirrada entre o Paraná e o Rio Grande do Sul que devem produzir 19,2 milhões de toneladas e 18,3 milhões de toneladas, respectivamente. Os paranaenses devem mesmo se recuperar das perdas na temporada passada, quando colheram apenas 16,2 milhões de toneladas.

Milho

Para o o milho, o estudo aponta que a primeira safra tem produção estimada em 26,3 milhões de toneladas, 2,5% superior à de 2018/2019, com um crescimento de 1% na área, totalizando 4,14 milhões hectares. Já o milho segunda safra, que representa cerca de 70% do total do grão, começará a ser plantado após a colheita da soja, que está vigente no momento.

Feijão

Com relação ao feijão primeira safra, devido a problemas de chuva na colheita nas safras anteriores, a primeira previsão de 2019/2020 indica redução de 3,9% na área a ser cultivada. Neste momento, a cultura perde espaço para o milho e a soja, que apresentam melhor rentabilidade.

Arroz

Já o arroz tem uma produção estimada em 10,6 milhões de toneladas, 1,9% superior à temporada passada, mesmo com redução de 0,6% na área a ser cultivada, totalizando 1,7 milhão de hectares.

Demais culturas

No caso do algodão, houve um pequeno acréscimo de 1,2% na área, alcançando 1,6 milhão de hectares. Para o trigo, a safra 2019 ainda não foi totalmente colhida e a projeção é que este cereal alcance cerca de 5,1 milhões de toneladas.

Para o analista de mercado, Enio Fernandes, o resultado divulgado já estava linha com o que o mercado previa. “Um fato interessante são as exportações da Conab, que para esta safra é projetado um volume de 38 milhões de toneladas”, diz.

Nova call to action

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Conab: safra de grãos deve crescer 1,6%, atingindo 245 milhões de toneladas

TEMPORADA 2019/2020

Conab: safra de grãos deve crescer 1,6%, atingindo 245 milhões de toneladas

Para a área, a expectativa é que sejam cultivados 63,9 milhões hectares, crescimento de 1,1% em comparação àquela área utilizada na safra passada

10 de outubro de 2019 às 09h55
Por Canal Rural

A produção brasileira de grãos foi estimada em 245,8 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 1,6% ou 3,9 milhões de toneladas, em comparação à safra 2018/2019. Os dados fazem parte do primeiro levantamento da safra 2019/2020, divulgado nesta quinta-feira, 10, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O crescimento deve-se à maior produção nas áreas de soja.

Para a área, a expectativa é que sejam cultivados 63,9 milhões hectares, crescimento de 1,1% em comparação àquela área utilizada na safra passada.

Soja

A Conab prevê que a safra brasileira de soja possa superar a casa das 120 milhões de toneladas e bater o recorde histórico de 2017/2018, de 119 milhões de toneladas, em uma área plantada de 36,5 milhões de hectares.

Mato Grosso segue como principal produtor do grão no país com uma produção de 33,1 milhões de toneladas, 2% a mais que a safra anterior. A luta pela segunda posição será acirrada entre o Paraná e o Rio Grande do Sul que devem produzir 19,2 milhões de toneladas e 18,3 milhões de toneladas, respectivamente. Os paranaenses devem mesmo se recuperar das perdas na temporada passada, quando colheram apenas 16,2 milhões de toneladas.

Milho

Para o o milho, o estudo aponta que a primeira safra tem produção estimada em 26,3 milhões de toneladas, 2,5% superior à de 2018/2019, com um crescimento de 1% na área, totalizando 4,14 milhões hectares. Já o milho segunda safra, que representa cerca de 70% do total do grão, começará a ser plantado após a colheita da soja, que está vigente no momento.

Feijão

Com relação ao feijão primeira safra, devido a problemas de chuva na colheita nas safras anteriores, a primeira previsão de 2019/2020 indica redução de 3,9% na área a ser cultivada. Neste momento, a cultura perde espaço para o milho e a soja, que apresentam melhor rentabilidade.

Arroz

Já o arroz tem uma produção estimada em 10,6 milhões de toneladas, 1,9% superior à temporada passada, mesmo com redução de 0,6% na área a ser cultivada, totalizando 1,7 milhão de hectares.

Demais culturas

No caso do algodão, houve um pequeno acréscimo de 1,2% na área, alcançando 1,6 milhão de hectares. Para o trigo, a safra 2019 ainda não foi totalmente colhida e a projeção é que este cereal alcance cerca de 5,1 milhões de toneladas.

Para o analista de mercado, Enio Fernandes, o resultado divulgado já estava linha com o que o mercado previa. “Um fato interessante são as exportações da Conab, que para esta safra é projetado um volume de 38 milhões de toneladas”, diz.

Nova call to action

Deixe um Comentário





Mais Notícias