Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Ceres e Raízen produzirão etanol de sorgo sacarino

PARCERIA

Ceres e Raízen produzirão etanol de sorgo sacarino

Empresas fecharam acordo para colaboração no cultivo da variedadeA Ceres Sementes do Brasil e a Raízen, maior companhia sucroalcooleira do País, anunciaram acordo de colaboração para desenvolver e produzir sorgo sacarino em escala industrial destinado à fabricação de etanol. O sorgo sacarino é uma cultura alternativa à cana-de-açúcar, utilizado pelas usinas como matéria-prima complementar na produção de álcool, principalmente em períodos de entressafra da cultura canavieira.

02 de abril de 2015 às 10h34
Por Canal Rural

Pelo acordo, as duas empresas contribuirão com serviços e recursos no desenvolvimento do sorgo sacarino Blade, além de compartilhar a rentabilidade proveniente do etanol obtido a partir dessa cultura. Na safra de sorgo em andamento, a Raízen plantou híbridos da Ceres para avaliação e planeja estender a cultura para outras unidades de produção nos próximos ciclos.

– Acreditamos que o sorgo sacarino, cujo custo de produção é inferior ao da cana-de-açúcar, constitui uma tecnologia que reúne plenas condições de crescer em escala no suprimento de matéria-prima para a indústria sucroenergética –, informou o presidente e CEO da Ceres Inc., Richard Hamilton em comunicado.

No texto, o gerente-geral da Ceres Sementes do Brasil, André Franco, também diz que, ao trabalhar em conjunto com a Raízen, a empresa aumentará as perspectivas de consolidação da cultura no Brasil. Além do sorgo sacarino, a Raízen também testa o sorgo com alta biomassa na produção de energia elétrica por meio de cogeração, bem como na produção de etanol segunda geração.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Ceres e Raízen produzirão etanol de sorgo sacarino

PARCERIA

Ceres e Raízen produzirão etanol de sorgo sacarino

Empresas fecharam acordo para colaboração no cultivo da variedadeA Ceres Sementes do Brasil e a Raízen, maior companhia sucroalcooleira do País, anunciaram acordo de colaboração para desenvolver e produzir sorgo sacarino em escala industrial destinado à fabricação de etanol. O sorgo sacarino é uma cultura alternativa à cana-de-açúcar, utilizado pelas usinas como matéria-prima complementar na produção de álcool, principalmente em períodos de entressafra da cultura canavieira.

02 de abril de 2015 às 10h34
Por Canal Rural

Pelo acordo, as duas empresas contribuirão com serviços e recursos no desenvolvimento do sorgo sacarino Blade, além de compartilhar a rentabilidade proveniente do etanol obtido a partir dessa cultura. Na safra de sorgo em andamento, a Raízen plantou híbridos da Ceres para avaliação e planeja estender a cultura para outras unidades de produção nos próximos ciclos.

– Acreditamos que o sorgo sacarino, cujo custo de produção é inferior ao da cana-de-açúcar, constitui uma tecnologia que reúne plenas condições de crescer em escala no suprimento de matéria-prima para a indústria sucroenergética –, informou o presidente e CEO da Ceres Inc., Richard Hamilton em comunicado.

No texto, o gerente-geral da Ceres Sementes do Brasil, André Franco, também diz que, ao trabalhar em conjunto com a Raízen, a empresa aumentará as perspectivas de consolidação da cultura no Brasil. Além do sorgo sacarino, a Raízen também testa o sorgo com alta biomassa na produção de energia elétrica por meio de cogeração, bem como na produção de etanol segunda geração.

Deixe um Comentário





Mais Notícias