Home » Notícias » Agricultura » Cana » Programa RenovaBio deve injetar R$ 9 bi no setor de bioenergia no país

ETHANOL SUMMIT

Programa RenovaBio deve injetar R$ 9 bi no setor de bioenergia no país

Portaria contribui para destravar investimentos em biocombustíveis, permitindo que empresas captem recursos com isenção de impostos

17 de junho de 2019 às 18h11
Por Agência Brasil

cana sucroenergético bioenergia

Fonte: Canaoeste

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, assinou nesta segunda-feira, dia 17, portaria que regulamenta o enquadramento de projetos prioritários no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis para emissão de debêntures incentivadas no setor de biocombustíveis.

“O RenovaBio, que entrará em pleno vigor em janeiro de 2020, apenas no setor de etanol estima-se investimentos na ordem de R$ 9 bilhões por ano, com a renovação de canaviais, e mais R$ 4 bilhões com o aumento da produção de cana-de-açúcar”, adiantou o ministro durante abertura do Ethanol Summit, um dos principais eventos do mundo voltados para energias renováveis, no Centro Fecomércio de Eventos, realizado em São Paulo.

A portaria contribui para destravar investimentos em biocombustíveis, permitindo que empresas captem recursos com isenção de impostos para ampliar investimentos. A medida reforça metas do RenovaBio, permitindo a expansão do número de usinas e o crescimento na oferta de etanol.

Participaram do evento os ministros Ricardo Salles, do Meio Ambiente; Onyx Lorenzoni, da Casa Civil; e Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; entre outros representantes do setor de bioenergia.

Durante seu discurso na abertura, o ministro-chefe da Casa Civil enalteceu o meio ambiente brasileiro. “A Amazônia é sim o pulmão da humanidade, mas ela é brasileira; a Amazônia é verde e amarela, não é internacional.”

Além de defender a Amazônia, Lorenzoni lembrou da importância do setor sucroenergético como fonte de energia elétrica. “Este é um setor que desde o início acreditou no país, e o que se conseguiu nos últimos anos, os números que tem, a tecnologia que desenvolveu, é a certeza de que juntos vamos fazer uma grande nação”.

4 comentários

  1. […] já existe, não é uma coisa nova. O ministério só ampliou para esse setor, o que deve atrair R$ 9 bilhões de investimentos até o fim do ano”, […]

  2. […] já existe, não é uma coisa nova. O ministério só ampliou para esse setor, o que deve atrair R$ 9 bilhões de investimentos até o fim do ano”, […]

Deixe um Comentário





Home » Notícias » Agricultura » Cana » Programa RenovaBio deve injetar R$ 9 bi no setor de bioenergia no país

ETHANOL SUMMIT

Programa RenovaBio deve injetar R$ 9 bi no setor de bioenergia no país

Portaria contribui para destravar investimentos em biocombustíveis, permitindo que empresas captem recursos com isenção de impostos

17 de junho de 2019 às 18h11
Por Agência Brasil

cana sucroenergético bioenergia

Fonte: Canaoeste

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, assinou nesta segunda-feira, dia 17, portaria que regulamenta o enquadramento de projetos prioritários no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis para emissão de debêntures incentivadas no setor de biocombustíveis.

“O RenovaBio, que entrará em pleno vigor em janeiro de 2020, apenas no setor de etanol estima-se investimentos na ordem de R$ 9 bilhões por ano, com a renovação de canaviais, e mais R$ 4 bilhões com o aumento da produção de cana-de-açúcar”, adiantou o ministro durante abertura do Ethanol Summit, um dos principais eventos do mundo voltados para energias renováveis, no Centro Fecomércio de Eventos, realizado em São Paulo.

A portaria contribui para destravar investimentos em biocombustíveis, permitindo que empresas captem recursos com isenção de impostos para ampliar investimentos. A medida reforça metas do RenovaBio, permitindo a expansão do número de usinas e o crescimento na oferta de etanol.

Participaram do evento os ministros Ricardo Salles, do Meio Ambiente; Onyx Lorenzoni, da Casa Civil; e Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; entre outros representantes do setor de bioenergia.

Durante seu discurso na abertura, o ministro-chefe da Casa Civil enalteceu o meio ambiente brasileiro. “A Amazônia é sim o pulmão da humanidade, mas ela é brasileira; a Amazônia é verde e amarela, não é internacional.”

Além de defender a Amazônia, Lorenzoni lembrou da importância do setor sucroenergético como fonte de energia elétrica. “Este é um setor que desde o início acreditou no país, e o que se conseguiu nos últimos anos, os números que tem, a tecnologia que desenvolveu, é a certeza de que juntos vamos fazer uma grande nação”.

4 comentários

  1. […] já existe, não é uma coisa nova. O ministério só ampliou para esse setor, o que deve atrair R$ 9 bilhões de investimentos até o fim do ano”, […]

  2. […] já existe, não é uma coisa nova. O ministério só ampliou para esse setor, o que deve atrair R$ 9 bilhões de investimentos até o fim do ano”, […]

Deixe um Comentário





Mais Notícias