Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Café » Café: com grande oferta global, preço cai 1,7% na Bolsa de Nova York

OFERTA X DEMANDA

Café: com grande oferta global, preço cai 1,7% na Bolsa de Nova York

O preço do café na Bolsa de Nova York terminou esta terça-feira, dia 18, em baixa. Segundo a Safras & Mercado, o contrato julho caiu 1,8%, a 94,30 centavos de dólar por libra-peso. Setembro fechou a 96,60 cents, baixa de 1,7%. “Os tempos são de superávit na oferta global contra a demanda e agora ainda…

18 de junho de 2019 às 16h53
Por Agência Safras

O preço do café na Bolsa de Nova York terminou esta terça-feira, dia 18, em baixa. Segundo a Safras & Mercado, o contrato julho caiu 1,8%, a 94,30 centavos de dólar por libra-peso. Setembro fechou a 96,60 cents, baixa de 1,7%.

“Os tempos são de superávit na oferta global contra a demanda e agora ainda estamos vivendo o período de colheita da safra brasileira. É uma safra menor dentro do ciclo bienal da cultura, mas uma safra boa para este padrão de produção de menor carga”, informa a consultoria.

Segundo o analista Gil Barabach, o café recuou na contramão de outros mercados. O petróleo subiu e outras commodities também. “Nem mesmo a queda do dólar contra o real e outras moedas evitou as perdas do arábica em NY”, diz.

1 comentário

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Café » Café: com grande oferta global, preço cai 1,7% na Bolsa de Nova York

OFERTA X DEMANDA

Café: com grande oferta global, preço cai 1,7% na Bolsa de Nova York

O preço do café na Bolsa de Nova York terminou esta terça-feira, dia 18, em baixa. Segundo a Safras & Mercado, o contrato julho caiu 1,8%, a 94,30 centavos de dólar por libra-peso. Setembro fechou a 96,60 cents, baixa de 1,7%. “Os tempos são de superávit na oferta global contra a demanda e agora ainda…

18 de junho de 2019 às 16h53
Por Agência Safras

O preço do café na Bolsa de Nova York terminou esta terça-feira, dia 18, em baixa. Segundo a Safras & Mercado, o contrato julho caiu 1,8%, a 94,30 centavos de dólar por libra-peso. Setembro fechou a 96,60 cents, baixa de 1,7%.

“Os tempos são de superávit na oferta global contra a demanda e agora ainda estamos vivendo o período de colheita da safra brasileira. É uma safra menor dentro do ciclo bienal da cultura, mas uma safra boa para este padrão de produção de menor carga”, informa a consultoria.

Segundo o analista Gil Barabach, o café recuou na contramão de outros mercados. O petróleo subiu e outras commodities também. “Nem mesmo a queda do dólar contra o real e outras moedas evitou as perdas do arábica em NY”, diz.

1 comentário

Deixe um Comentário





Mais Notícias