Safra 2018/2019

Produção de algodão em Mato Grosso deve aumentar 31%, diz Imea

A produção em caroço ficou estimada em 4,4 milhões de toneladas e em 1,7 milhão de toneladas de pluma

colheita de algodão
Foto: Sérgio Cobel da Silva/ Embrapa Algodão

O  Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou a segunda estimativa para a safra 2018/2019 de algodão em Mato Grosso, que traz como principal destaque, a atualização da perspectiva de área cultivada no estado nesta safra.

No que se refere a área, a expectativa é de sejam cultivados, entre primeira e segunda safra, 1,0 milhão de hectares de algodão em Mato Grosso na safra 2018/2019, aumento de 32,5% na área semeada se comparado à safra passada. Este movimento continua sendo reflexo da valorização dos preços da pluma no mercado internacional no ano passado, e da busca do produtor por melhores resultados nos cultivos de segunda safra.

Avaliando cada safra separadamente, são esperados que 79,6 mil hectares sejam cultivados na primeira safra e 972,8 mil hectares em segunda safra. Além disso, pode-se observar que novamente haverá uma redução na área de primeira safra, projetada na ordem de 36,3%, já para área de segunda safra o efeito foi inverso, aumento de 45,4%, ambas comparadas à safra 2017/2018.

Nova call to action

Quanto a produtividade, apesar da rápida evolução no processo de semeadura desta safra, o instituto manteve a perspectiva de produtividade em 277,8 arrobas por hectare. Isso, deve-se  principalmente as incertezas quanto ao clima em Mato Grosso, visto a possibilidade de ocorrência do fenômeno El Niño nos próximos meses, que serão determinantes para o bom desenvolvimento das lavouras.

Desta forma, com a ampliação da área e manutenção da produtividade, a produção da safra 2018/2019 de algodão em caroço ficou estimada em 4,4 milhões de toneladas e em 1,7 milhão de toneladas de pluma de algodão, o que representa um acréscimo de 31,8% e 31,9% em relação  a temporada passada, respectivamente.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


css.php
Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil