Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Agricultores aderem à greve dos caminhoneiros

DIESEL EM ALTA

Agricultores aderem à greve dos caminhoneiros

Em Mafra (SC) e Santana do Itararé (PR), produtores rurais fazem tratoraço nas rodovias

22 de maio de 2018 às 11h09
Por Francielle Bertolacini e Fábio Santos

Fonte: Marcos Eckel

Produtores rurais de Santa Catarina e do Paraná aderiram à greve dos caminhoneiros contra a alta do diesel nesta terça-feira, dia 22.

Em Mafra, no norte de Santa Catarina, cerca de 500 pessoas, incluindo agricultores e caminhoneiros, realizam um tratoraço no quilômetro 7 da BR-116.

Segundo o produtor rural Marcos Eckel, que é um dos organizadores do movimento dos produtores rurais, a demanda pelo combustível no setor agrícola é grande. “Defendemos o frete para transportar os nossos insumos, como o produto já colhido”, explica.

O grupo, que conta com produtores de soja, milho, trigo, tabaco, leite e frango, segue parado no acostamento, sendo liberada a passagem de carros e caminhões que transportam cargas vivas.

Em Santana do Itararé e Apucarana (PR) e em Itaberá (SP), há informações de mais produtores se juntando ao movimento. Em mensagem enviada ao Canal Rural, os telespectadores Leomar Melo Martins, Angelo Miquelão e Magali Soledade relatam o fato através do WhatsApp.

Veja os pontos de bloqueio pelo Brasil:

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » Agricultores aderem à greve dos caminhoneiros

DIESEL EM ALTA

Agricultores aderem à greve dos caminhoneiros

Em Mafra (SC) e Santana do Itararé (PR), produtores rurais fazem tratoraço nas rodovias

22 de maio de 2018 às 11h09
Por Francielle Bertolacini e Fábio Santos

Fonte: Marcos Eckel

Produtores rurais de Santa Catarina e do Paraná aderiram à greve dos caminhoneiros contra a alta do diesel nesta terça-feira, dia 22.

Em Mafra, no norte de Santa Catarina, cerca de 500 pessoas, incluindo agricultores e caminhoneiros, realizam um tratoraço no quilômetro 7 da BR-116.

Segundo o produtor rural Marcos Eckel, que é um dos organizadores do movimento dos produtores rurais, a demanda pelo combustível no setor agrícola é grande. “Defendemos o frete para transportar os nossos insumos, como o produto já colhido”, explica.

O grupo, que conta com produtores de soja, milho, trigo, tabaco, leite e frango, segue parado no acostamento, sendo liberada a passagem de carros e caminhões que transportam cargas vivas.

Em Santana do Itararé e Apucarana (PR) e em Itaberá (SP), há informações de mais produtores se juntando ao movimento. Em mensagem enviada ao Canal Rural, os telespectadores Leomar Melo Martins, Angelo Miquelão e Magali Soledade relatam o fato através do WhatsApp.

Veja os pontos de bloqueio pelo Brasil:

Deixe um Comentário





Mais Notícias

pragas soja

DISSEMINANDO CONHECIMENTO

Corteva e Embrapa capacitam produtores sobre boas práticas agrícolas

19/09/2019 às 20h10

COMÉRCIO INTERNACIONAL

Exportação de melão cresceu 35% em agosto, diz Cepea

18/09/2019 às 20h28
lca, economia, governo

BALANÇO

PIB do agro cresce 0,53% no primeiro semestre

18/09/2019 às 17h50