Saiba como o botulismo matou 1.100 animais em MS

Os 1.100 animais que morreram subitamente na semana passada em Mato Grosso do Sul foram contaminados por botulismo. Pesquisas preliminares realizadas com amostras da silagem de milho utilizada no confinamento indicaram a presença das toxinas botulínicas tipo C e D. O médico veterinário e gerente técnico da Boehringer Saúde Animal, Rouber Silva, comenta o caso.

Os 1.100 animais que morreram subitamente na semana passada em Mato Grosso do Sul foram contaminados por botulismo. Pesquisas preliminares realizadas com amostras da silagem de milho utilizada no confinamento indicaram a presença das toxinas botulínicas tipo C e D. O médico veterinário e gerente técnico da Boehringer Saúde Animal, Rouber Silva, comenta o caso.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *