O que ocorre se o seguro rural for para a Fazenda?

A notícia de que o Ministério da Agricultura deve cortar 90% do recurso previsto para o seguro rural em 2017 deixa a agricultura preocupada. Inicialmente, um montante de R$ 400 milhões foi aprovado para custeio do seguro, mas a pasta alega ter apenas R$ 44 milhões para pagar subvenções aos produtores. O corte ainda não […]

A notícia de que o Ministério da Agricultura deve cortar 90% do recurso previsto para o seguro rural em 2017 deixa a agricultura preocupada. Inicialmente, um montante de R$ 400 milhões foi aprovado para custeio do seguro, mas a pasta alega ter apenas R$ 44 milhões para pagar subvenções aos produtores. O corte ainda não foi definido, mas já preocupa agricultores e entidades do setor. A análise do assunto fica por conta do economista-chefe da Federação de Agricultura do RS, Antônio da Luz, e dos comentaristas Benedito Rosa e João Henrique Hummel, que trazem ao debate a possibilidade de o seguro rural sair da pasta da Agricultura e fazer parte do Ministério da Fazenda.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *