Aumenta o volume de carne brasileira rejeitada pela China

Em maio, triplicou o volume de carne brasileira rejeitada pela China em comparação a abril. Não foram aceitas quase 270 toneladas de frango enviadas ao país asiático. O presidente-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, explica que os embargos ocorreram devido a problemas de ordem técnica, e não por questões sanitárias. “A China […]

Em maio, triplicou o volume de carne brasileira rejeitada pela China em comparação a abril. Não foram aceitas quase 270 toneladas de frango enviadas ao país asiático. O presidente-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, explica que os embargos ocorreram devido a problemas de ordem técnica, e não por questões sanitárias. “A China rejeitou algumas cargas por conta de documentos que não estavam em dia. Isso não é um reflexo da operação Carne Fraca”, ressaltou.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *