MT: abate de bovino tem pior desempenho desde 2010

O abate de bovinos mato-grossenses recuou 4,17% no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com o Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), esse seria o pior desempenho para o período desde 2010. Já o número de fêmeas abatidas cresceu 8,38%, em relação ao primeiro semestre de […]

O abate de bovinos mato-grossenses recuou 4,17% no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com o Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), esse seria o pior desempenho para o período desde 2010. Já o número de fêmeas abatidas cresceu 8,38%, em relação ao primeiro semestre de 2016, e atingiu a maior participação no abate desde 2014, com 48,9% do total. O estudo aponta ainda que o abate de fêmeas com mais de 36 meses, em plena idade reprodutiva, aumentou 14,63%. O analista da Scot Consultoria Alex Lopes comenta o assunto.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *