banner-3

DE OLHO NOS NÚMEROS

Milho: USDA eleva estimativa para produção e estoques norte-americanos

O mercado foi pego de surpresa, pois contava com novos cortes em relação ao projeto em junho; confira a expectativa para a safra nos EUA e no mundo

11 de julho de 2019 às 15h29
Por Canal Rural
milho

Foto: Pixabay

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nesta quinta, dia 11, o relatório de oferta e demanda de grãos. A estimativa para a produção norte-americana de milho, na safra 2019/2020, é de 352,44 milhões de toneladas, ajuste positivo frente às 347,49 milhões de toneladas projetadas em junho. O mercado foi pego de surpresa, pois contava com novo corte, que reduziria o volume a 347,49 milhões de toneladas.

Estados Unidos

Produção 2019/2020

  • Junho: 347,49 milhões de toneladas
  • Julho: 352,44 milhões de toneladas
  • Mercado: 343,1 milhões de toneladas

Estoques 2019/2020

  • Junho: 42,5 milhões de toneladas
  • Julho: 51 milhões de toneladas
  • Mercado: 41,7 milhões de toneladas

Estoques 2018/2019

  • Junho: 55,7 milhões de toneladas
  • Julho: 59,4 milhões de toneladas
  • Mercado: 55,3 milhões de toneladas

Mundo

A safra global 2019/2020 de milho foi estimada em 1,1 bilhão de toneladas, contra 1,09 milhão de toneladas em junho. Os estoques finais da safra mundial 2019/2020 foram projetados em 298,92 milhões de toneladas, contra as 290,52 milhões de toneladas apontadas em junho, enquanto mercado apostava em um número de 290,2 milhões de toneladas.

Para a safra 2018/2019 os estoques finais de passagem foram previstos em 328,75 milhões de toneladas, enquanto o mercado estimava estoques de 325 milhões de toneladas.

Brasil e concorrentes

A estimativa de safra brasileira de milho foi projetada em 101 milhões de toneladas, sem alterações. A Ucrânia teve sua projeção de safra apontada em 34 milhões de toneladas, acima das 33 milhões indicadas em junho. A produção da Argentina deve atingir 50 milhões de toneladas, sem alterações ante junho. A África do Sul teve a safra estimada em 14 milhões de toneladas, sem alterações. A China teve sua estimativa de produção mantida em 254 milhões de toneladas.

Para a temporada 2018/2019, o USDA elevou a estimativa de safra do Brasil para 101 milhões de toneladas, acima das 100,9 milhões esperadas pelo mercado. Já a safra da Argentina foi indicada em 51 milhões de toneladas, enquanto o mercado esperava volume de 49,2 milhões de toneladas.

Deixe um Comentário





banner-3

DE OLHO NOS NÚMEROS

Milho: USDA eleva estimativa para produção e estoques norte-americanos

O mercado foi pego de surpresa, pois contava com novos cortes em relação ao projeto em junho; confira a expectativa para a safra nos EUA e no mundo

11 de julho de 2019 às 15h29
Por Canal Rural
milho

Foto: Pixabay

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nesta quinta, dia 11, o relatório de oferta e demanda de grãos. A estimativa para a produção norte-americana de milho, na safra 2019/2020, é de 352,44 milhões de toneladas, ajuste positivo frente às 347,49 milhões de toneladas projetadas em junho. O mercado foi pego de surpresa, pois contava com novo corte, que reduziria o volume a 347,49 milhões de toneladas.

Estados Unidos

Produção 2019/2020

  • Junho: 347,49 milhões de toneladas
  • Julho: 352,44 milhões de toneladas
  • Mercado: 343,1 milhões de toneladas

Estoques 2019/2020

  • Junho: 42,5 milhões de toneladas
  • Julho: 51 milhões de toneladas
  • Mercado: 41,7 milhões de toneladas

Estoques 2018/2019

  • Junho: 55,7 milhões de toneladas
  • Julho: 59,4 milhões de toneladas
  • Mercado: 55,3 milhões de toneladas

Mundo

A safra global 2019/2020 de milho foi estimada em 1,1 bilhão de toneladas, contra 1,09 milhão de toneladas em junho. Os estoques finais da safra mundial 2019/2020 foram projetados em 298,92 milhões de toneladas, contra as 290,52 milhões de toneladas apontadas em junho, enquanto mercado apostava em um número de 290,2 milhões de toneladas.

Para a safra 2018/2019 os estoques finais de passagem foram previstos em 328,75 milhões de toneladas, enquanto o mercado estimava estoques de 325 milhões de toneladas.

Brasil e concorrentes

A estimativa de safra brasileira de milho foi projetada em 101 milhões de toneladas, sem alterações. A Ucrânia teve sua projeção de safra apontada em 34 milhões de toneladas, acima das 33 milhões indicadas em junho. A produção da Argentina deve atingir 50 milhões de toneladas, sem alterações ante junho. A África do Sul teve a safra estimada em 14 milhões de toneladas, sem alterações. A China teve sua estimativa de produção mantida em 254 milhões de toneladas.

Para a temporada 2018/2019, o USDA elevou a estimativa de safra do Brasil para 101 milhões de toneladas, acima das 100,9 milhões esperadas pelo mercado. Já a safra da Argentina foi indicada em 51 milhões de toneladas, enquanto o mercado esperava volume de 49,2 milhões de toneladas.

Deixe um Comentário