Início » Notícias da Agropecuária » Agronegócio » Sociedade Rural Brasileira comemora 100 anos de existência

DATA MARCANTE

Sociedade Rural Brasileira comemora 100 anos de existência

A solenidade oficial será no próximo dia 30 de setembro, no Jockey Club de São Paulo

17 de setembro de 2019 às 16h22
Por Canal Rural

Em 2019, a Sociedade Rural Brasileira (SRB) completa 100 anos e a comemoração será com um evento especial no próximo dia 30 de setembro. Os convidados vão se reunir no Jockey Club de São Paulo, na zona sul da capital paulista, em uma solenidade de comemoração marcada por um jantar e páreos de corridas de cavalo para homenagear as principais atividades do agronegócio.

Para prestigiar a celebração, a entidade receberá os associados, ministros, secretários de Estado, autoridades e lideranças empresariais.

A entidade surgiu em 1919, quando a Europa estava arrasada pela 1ª Guerra Mundial e um grupo de empresários percebeu que o Brasil poderia contribuir para a reestruturação do velho continente por meio do fornecimento de produtos primários. O encontro que deu origem à SRB reuniu 50 produtores rurais, signatários da ata inaugural da entidade, no antigo Automóvel Club da rua Líbero Badaró, no centro da capital paulista. O Brasil estava sob a Primeira República, em pleno domínio da política do “café com leite” — dinâmica que envolvia a alternância de cafeicultores paulistas e fazendeiros mineiros no comando do País. Foi a proximidade dos pioneiros com a economia do café, por sinal, que levou à fundação da SRB na cidade de São Paulo.

“A SRB sempre esteve à frente de seu tempo, antecipando os grandes desafios do setor e defendendo os interesses do produtor rural — independentemente de partidos, regimes ou ideologias. Ao fazer parte da “Rural”, como a entidade passou a ser chamada, o associado passa a ter uma visão privilegiada de como será o futuro do agronegócio, no Brasil e no mundo”, disse a entidade em comunicado em comemoração aos 100 anos de história.

Com sede em São Paulo, a SRB desenvolve os comitês Sustentabilidade, Mercados e Finanças, Jurídico, Tributário, Governança de Terras, Bem-estar animal e Liderança e Juventude, como forma de gerar conteúdo e subsídios para o posicionamento da entidade frente aos seus desafios. Também sedia a Câmara de Mediação e Arbitragem da Sociedade Rural Brasileira (CARB), primeiro centro de resolução especialmente direcionado para as questões rurais e agrárias.

Em parceria com outras entidades e com a APEX, participa ativamente do Projeto PAM-AGRO, que visa reposicionar a imagem da produção brasileira. O objetivo, segundo a entidade, é dar ao produtor rural a oportunidade de agregar valor aos seus produtos, obter financiamento, participar de negociações internacionais e acessar novos consumidores e mercados. No âmbito internacional, é integrante da Federación de Asociaciones Rurales del Mercosur (FARM) e participa de discussões na  Organização Mundial do Comércio (OMC) e na ONU. A SRB congrega associados de todo o Brasil, entre pessoas físicas e jurídicas.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Agronegócio » Sociedade Rural Brasileira comemora 100 anos de existência

DATA MARCANTE

Sociedade Rural Brasileira comemora 100 anos de existência

A solenidade oficial será no próximo dia 30 de setembro, no Jockey Club de São Paulo

17 de setembro de 2019 às 16h22
Por Canal Rural

Em 2019, a Sociedade Rural Brasileira (SRB) completa 100 anos e a comemoração será com um evento especial no próximo dia 30 de setembro. Os convidados vão se reunir no Jockey Club de São Paulo, na zona sul da capital paulista, em uma solenidade de comemoração marcada por um jantar e páreos de corridas de cavalo para homenagear as principais atividades do agronegócio.

Para prestigiar a celebração, a entidade receberá os associados, ministros, secretários de Estado, autoridades e lideranças empresariais.

A entidade surgiu em 1919, quando a Europa estava arrasada pela 1ª Guerra Mundial e um grupo de empresários percebeu que o Brasil poderia contribuir para a reestruturação do velho continente por meio do fornecimento de produtos primários. O encontro que deu origem à SRB reuniu 50 produtores rurais, signatários da ata inaugural da entidade, no antigo Automóvel Club da rua Líbero Badaró, no centro da capital paulista. O Brasil estava sob a Primeira República, em pleno domínio da política do “café com leite” — dinâmica que envolvia a alternância de cafeicultores paulistas e fazendeiros mineiros no comando do País. Foi a proximidade dos pioneiros com a economia do café, por sinal, que levou à fundação da SRB na cidade de São Paulo.

“A SRB sempre esteve à frente de seu tempo, antecipando os grandes desafios do setor e defendendo os interesses do produtor rural — independentemente de partidos, regimes ou ideologias. Ao fazer parte da “Rural”, como a entidade passou a ser chamada, o associado passa a ter uma visão privilegiada de como será o futuro do agronegócio, no Brasil e no mundo”, disse a entidade em comunicado em comemoração aos 100 anos de história.

Com sede em São Paulo, a SRB desenvolve os comitês Sustentabilidade, Mercados e Finanças, Jurídico, Tributário, Governança de Terras, Bem-estar animal e Liderança e Juventude, como forma de gerar conteúdo e subsídios para o posicionamento da entidade frente aos seus desafios. Também sedia a Câmara de Mediação e Arbitragem da Sociedade Rural Brasileira (CARB), primeiro centro de resolução especialmente direcionado para as questões rurais e agrárias.

Em parceria com outras entidades e com a APEX, participa ativamente do Projeto PAM-AGRO, que visa reposicionar a imagem da produção brasileira. O objetivo, segundo a entidade, é dar ao produtor rural a oportunidade de agregar valor aos seus produtos, obter financiamento, participar de negociações internacionais e acessar novos consumidores e mercados. No âmbito internacional, é integrante da Federación de Asociaciones Rurales del Mercosur (FARM) e participa de discussões na  Organização Mundial do Comércio (OMC) e na ONU. A SRB congrega associados de todo o Brasil, entre pessoas físicas e jurídicas.

Deixe um Comentário





Mais Notícias