Início » Notícias da Agropecuária » Agronegócio » Incêndio atinge fazendas de MT e prejuízos podem superar R$ 2 milhões

FOGO NO CAMPO

Incêndio atinge fazendas de MT e prejuízos podem superar R$ 2 milhões

Fogo começou depois de um curto circuito e queimou mais de mil hectares, além de fardos de algodão e um trator. Confira também os vídeos gravados pelos produtores!

08 de setembro de 2019 às 14h02
Por Pedro Silvestre, de Cuiabá (MT)

O problema com as queimadas nas regiões produtoras do Centro-Oeste fez mais uma vítima, em Mato Grosso. No último sábado, 7, agricultores de Primavera do Leste viram parte de suas palhadas, fardos de algodão e até um trator simplesmente se transformarem em cinzas. O prejuízo pode passar dos R$ 2 milhões.

Segundo relato de um dos produtores atingidos, Canisio Froelich, o fogo teve origem em um curto circuito na rede elétrica de uma granja próxima. Ao todo cinco propriedades foram afetadas e tiveram suas áreas com palhadas de milho consumidas e até fardos de algodão tomados pelo incêndio.

Na propriedade de Froelich, dos quatro mil hectares, o estrago consumiu 35 que estavam com palhada, esperando o momento de receber o algodão para a safra de verão. O fogo também destruiu 254 rolos de 2.350 quilos de algodão colhido. O prejuízo pode passar facilmente dos R$ 1,6 milhões, estima.

“No momento a gente fica impotente, sem conseguir resolver o problema. Perdemos parte da produção, resultado de um ano inteiro de trabalho. Poderia ajudar a alimentar muitos direta ou indiretamente. Além disso, o estado também perde, pois na venda da produção geraria imposto”, comenta Froelich.

Além da área dele, o incêndio se espalhou pela a área dos vizinhos que, somados, podem chegar a mil hectares. Até um trator que estava parado foi consumido pelas chamas.

“As áreas que ficam na beira de rodovias e próximas a reservas indígenas o problema é mais sério. É preciso ficar atento, pois qualquer descuido e o fogo destrói tudo”, diz Froelich.

 

Confira o comentário do jornalista Luiz Patroni, diretamente de Mato Grosso, para o Mercado & Cia:

2 comentários

  1. Guilherme em 8 de setembro de 2019 às 17:20

    Por favor Canal Rural isso não é queimada e sim um incendio. São coisas diferentes!!!

  2. Prime Progress em 15 de setembro de 2019 às 10:46

    Tão simples, só usar Fireball como forma preventiva. O Brasil está tão adiantado em algumas coisas e tão atrasado em outras! Somos um país de MUITOS contrastes, quem sabe em 10 anos definem quem é o grupo poderoso que terá o direito de distribuição do Fireball no Brasil!

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Agronegócio » Incêndio atinge fazendas de MT e prejuízos podem superar R$ 2 milhões

FOGO NO CAMPO

Incêndio atinge fazendas de MT e prejuízos podem superar R$ 2 milhões

Fogo começou depois de um curto circuito e queimou mais de mil hectares, além de fardos de algodão e um trator. Confira também os vídeos gravados pelos produtores!

08 de setembro de 2019 às 14h02
Por Pedro Silvestre, de Cuiabá (MT)

O problema com as queimadas nas regiões produtoras do Centro-Oeste fez mais uma vítima, em Mato Grosso. No último sábado, 7, agricultores de Primavera do Leste viram parte de suas palhadas, fardos de algodão e até um trator simplesmente se transformarem em cinzas. O prejuízo pode passar dos R$ 2 milhões.

Segundo relato de um dos produtores atingidos, Canisio Froelich, o fogo teve origem em um curto circuito na rede elétrica de uma granja próxima. Ao todo cinco propriedades foram afetadas e tiveram suas áreas com palhadas de milho consumidas e até fardos de algodão tomados pelo incêndio.

Na propriedade de Froelich, dos quatro mil hectares, o estrago consumiu 35 que estavam com palhada, esperando o momento de receber o algodão para a safra de verão. O fogo também destruiu 254 rolos de 2.350 quilos de algodão colhido. O prejuízo pode passar facilmente dos R$ 1,6 milhões, estima.

“No momento a gente fica impotente, sem conseguir resolver o problema. Perdemos parte da produção, resultado de um ano inteiro de trabalho. Poderia ajudar a alimentar muitos direta ou indiretamente. Além disso, o estado também perde, pois na venda da produção geraria imposto”, comenta Froelich.

Além da área dele, o incêndio se espalhou pela a área dos vizinhos que, somados, podem chegar a mil hectares. Até um trator que estava parado foi consumido pelas chamas.

“As áreas que ficam na beira de rodovias e próximas a reservas indígenas o problema é mais sério. É preciso ficar atento, pois qualquer descuido e o fogo destrói tudo”, diz Froelich.

 

Confira o comentário do jornalista Luiz Patroni, diretamente de Mato Grosso, para o Mercado & Cia:

2 comentários

  1. Guilherme em 8 de setembro de 2019 às 17:20

    Por favor Canal Rural isso não é queimada e sim um incendio. São coisas diferentes!!!

  2. Prime Progress em 15 de setembro de 2019 às 10:46

    Tão simples, só usar Fireball como forma preventiva. O Brasil está tão adiantado em algumas coisas e tão atrasado em outras! Somos um país de MUITOS contrastes, quem sabe em 10 anos definem quem é o grupo poderoso que terá o direito de distribuição do Fireball no Brasil!

Deixe um Comentário





Mais Notícias