Home » Agronegócio » Brumadinho: veja como os agricultores da região estão vencendo as dificuldades

SUPERAÇÃO

Brumadinho: veja como os agricultores da região estão vencendo as dificuldades

Mesmo não tendo sido afetada diretamente pelo rompimento da barragem, produtora de verduras e frutas fala do preconceito e dificuldade para vender seus produtos

10 de agosto de 2019 às 17h03
Por Canal Rural
brumadinho agricultora agricultora

Há 18 anos Valéria está em Brumadinho produzindo alimentos – Foto: CNA

Um dos maiores desastres ambientais do país, a ruptura da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, segue trazendo reflexos negativos para quem foi diretamente afetado ou não. Agricultores estão recebendo apoio de entidades como o Senar para se reerguer e continuar plantando e sobrevivendo.

A produtora rural Valéria Antônia Silva Carneiro produz frutas e hortaliças no assentamento Pastorinhas e não foi atingida diretamente pelo rompimento da barragem, em janeiro deste ano, mas sofre com os impactos do acidente na hora de comercializar seus produtos.

“Nós tivemos redução de cerca de 60% nas nossas vendas. Nos primeiros meses, nós tivemos que passar o trator em cima da produção, sem tirar um pé de alface para vender porque as pessoas estavam com medo de consumir alimentos produzidos em Brumadinho. É muito difícil porque a gente sobrevive unicamente da agricultura”, diz Valéria.

Ela utiliza uma área de 2,5 hectares para a produção de alimentos em Sistema Agroflorestal, consorciado com o plantio de banana, alface, cenoura, gengibre e de outras hortaliças, além da árvore tamboril.

Valéria conta que a água para a produção de alimentos é captada de uma nascente que está na área da propriedade e não foi afetada pelo fluxo da lama. Para comprovar que os alimentos são seguros para consumo, ela e outros agricultores do assentamento tiveram que arcar com o custo da análise da qualidade da água.

Valéria será uma das centenas de produtores rurais que serão atendidos pelo programa Superação Brumadinho, lançado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) para resgatar a cidadania e a geração de renda de centenas de famílias rurais do município.

Durante dois anos, produtores e suas famílias terão acesso às ações do Senar como Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), Formação Profissional Rural e Promoção Social. Junto com a iniciativa, veio a esperança de recuperar as vendas e a volta do sustento e da dignidade dos moradores da região.

A iniciativa envolve o Sistema CNA/Senar, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e o Senar/MG, com a parceria do Ministério da Cidadania, por meio da Aliança Brumadinho.

“A gente está muito animado com o SuperAção Brumadinho porque teremos orientação e assistência técnica para alavancar a produção e não ter mais esse prejuízo”, finalizou Valéria.

Deixe um Comentário





Home » Agronegócio » Brumadinho: veja como os agricultores da região estão vencendo as dificuldades

SUPERAÇÃO

Brumadinho: veja como os agricultores da região estão vencendo as dificuldades

Mesmo não tendo sido afetada diretamente pelo rompimento da barragem, produtora de verduras e frutas fala do preconceito e dificuldade para vender seus produtos

10 de agosto de 2019 às 17h03
Por Canal Rural
brumadinho agricultora agricultora

Há 18 anos Valéria está em Brumadinho produzindo alimentos – Foto: CNA

Um dos maiores desastres ambientais do país, a ruptura da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, segue trazendo reflexos negativos para quem foi diretamente afetado ou não. Agricultores estão recebendo apoio de entidades como o Senar para se reerguer e continuar plantando e sobrevivendo.

A produtora rural Valéria Antônia Silva Carneiro produz frutas e hortaliças no assentamento Pastorinhas e não foi atingida diretamente pelo rompimento da barragem, em janeiro deste ano, mas sofre com os impactos do acidente na hora de comercializar seus produtos.

“Nós tivemos redução de cerca de 60% nas nossas vendas. Nos primeiros meses, nós tivemos que passar o trator em cima da produção, sem tirar um pé de alface para vender porque as pessoas estavam com medo de consumir alimentos produzidos em Brumadinho. É muito difícil porque a gente sobrevive unicamente da agricultura”, diz Valéria.

Ela utiliza uma área de 2,5 hectares para a produção de alimentos em Sistema Agroflorestal, consorciado com o plantio de banana, alface, cenoura, gengibre e de outras hortaliças, além da árvore tamboril.

Valéria conta que a água para a produção de alimentos é captada de uma nascente que está na área da propriedade e não foi afetada pelo fluxo da lama. Para comprovar que os alimentos são seguros para consumo, ela e outros agricultores do assentamento tiveram que arcar com o custo da análise da qualidade da água.

Valéria será uma das centenas de produtores rurais que serão atendidos pelo programa Superação Brumadinho, lançado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) para resgatar a cidadania e a geração de renda de centenas de famílias rurais do município.

Durante dois anos, produtores e suas famílias terão acesso às ações do Senar como Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), Formação Profissional Rural e Promoção Social. Junto com a iniciativa, veio a esperança de recuperar as vendas e a volta do sustento e da dignidade dos moradores da região.

A iniciativa envolve o Sistema CNA/Senar, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e o Senar/MG, com a parceria do Ministério da Cidadania, por meio da Aliança Brumadinho.

“A gente está muito animado com o SuperAção Brumadinho porque teremos orientação e assistência técnica para alavancar a produção e não ter mais esse prejuízo”, finalizou Valéria.

Deixe um Comentário





Mais Notícias